Tudo Passa




Tudo passa, ou diminui de proporção.

Assim como as grandes alegrias passam, as grandes dores também, porém, as lembranças das grandes alegrias e das grandes dores sempre retornarão à memória, mas, o tempo, que tudo cura e acomoda, fará com que essas lembranças não mais causem euforia, nem tampouco dor com a mesma intensidade vivida à época do acontecimento.

A crença na reencarnação aplaca a dor, na certeza que nascimento e morte são fases da vida e assim, com naturalidade, devem ser encaradas. Num momento chegamos e no outro voltamos às nossas origens reais. O espiritismo trouxe à luz do mundo esse conforto, muito embora a crença na reencarnação seja milenar.

Quando estamos envolvidos com a dor recente, essa dor nos parece interminável, porém, tudo passa.

Certamente a dor é mais intensa dependendo das circunstâncias nas quais se dá a temporária separação, mesmo assim, passará, diminuirá, ainda que as lembranças, por vezes, teimem em reabrir a ferida, tudo passa.

A consciência, porém, é cobradora implacável. Ela, muitas vezes, é quem não permite que a dor passe mais rápido e a resignação, diante do fato natural da vida, chegue e faça seu papel de consoladora, como deve ser.

A vida é como uma estação; num dia chegamos, nos instalamos, vivemos desfrutando do lugar ao qual nos dirigimos; no outro dia fazemos a bagagem e partimos para mais uma vez nos instalarmos, vivermos,...

A vida é eterna. Ir e vir faz parte dela.


Com afeto a todos,


Anna Pon 07.09.2010

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Firmeza e Assentamento (Umbanda)

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô