Resposta à critica de alguns "espíritas" sobre Ramatis em Estudos Umbanda



A Doutrina Espírita sofreu durante muitos anos a implacável crítica e a dura condenação da Igreja Católica, pretensa detentora da verdade. A história nos mostra que os oprimidos tornam-se em geral grandes opressores. As críticas e o preconceito de muitos "espíritas" contradizem a doutrina que eles pregam. Na realidade evidenciam ser neo-católicos reencarnados como espíritas que pregam a letra e não o espírito, pois consideram verdadeiro somente o que Kardec escreveu. O pentateuco espírita é a nova bíblia. Os postulados espíritas novos dogmas, em total contradição ao pensamento evolucionista e crítico de Kardec. Nada obstante, a verdade evolui e a humanidade caminha, indiferente à opinião dos pseudos-sábios e "detentores da única verdade". Aqui não me refiro somente a Ramatis, mas a todos os espíritos que continuam a trabalhar em favor da evolução da humanidade. As novas idéias são ridicularizadas quando surgem. Depois, são duramente combatidas por aqueles que temem a perda do domínio da verdade. Ao final são aceitas por eles e tornam-se a nova verdade. Essa é a história do pensamento humano. Muita Paz!

Excelente resposta, em minha opinião. Pregar é fácil, mas viver é dádiva de poucos,
Annapon ( admiradora de Ramatis e da filosofia Oriental)

Comentários

  1. Parabéns pela lúcida colocação!
    A Doutrina Espírita deve seguir sua marcha rumo à verdade e ao amor universal!

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela lúcida colocação!
    A Doutrina Espírita deve seguir sua marcha rumo à verdade e ao amor universal!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Firmeza e Assentamento (Umbanda)

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô