Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2011

A História das Velas e Curiosidades sobre o Dia de Finados

A HISTÓRIA DAS VELAS
No início desta história as velas não existiam como as conhecemos. Por volta do ano 50.000 a.C. havia uma variação daquilo que chamamos de velas, criada para funcionar como fonte de luz. Eram usados pratos ou cubas com gordura animal, tendo como pavio algumas fibras vegetais, apresentando uma diferença básica em relação às velas atuais, de parafina: a gordura que servia de base para a queima encontrava-se no estado líquido. Mesmo antes do ano 50.000 a.C. este tipo de fonte de luz era usada pelos homens, conforme pinturas encontradas em algumas cavernas.

Há menções sobre velas nas escritas Bíblicas, datando do século 10 a.C. Um pouco mais recentemente, no ano 3.000 A.C., foram descobertas velas em forma de bastão no Egito e na Grécia. Outras fontes de pesquisa afirmam que, na Grécia, as velas eram usadas em comemorações feitas para Artemis, a deusa da caça, reverenciada no 6º dia de cada mês, e representavam o luar. Um fragmento de vela do século I d.C. foi encontr…

O Seu Papel - Mensagem do Mentor Indiano Shàa -

O seu papel
Salve filhos de Deus!
O planeta se prepara para um novo tempo, um novo ciclo. Todos os que a Terra habitam, já começam a sentir os sinais desses novos tempos. Alguns temem, outros compreendem e grande parte não liga ao fato importância alguma. Vamos falar um pouco, dentro deste contexto, sobre as religiões nesses tempos de transição/mudança. O novo ciclo requer revisão de conceitos, de posturas e de entendimento. Não bastará mais a fé cega, porém, muitos ainda nessa fé, sem raciocínio, se escorarão pelo simples fato de não estarem prontos para acompanhar as mudanças, mas, de qualquer forma, mesmo sem atinarem sobre o real sentido da fé que os move, serão arrastados pela corrente da evolução. Hoje convidamos os fiéis de todas as crenças, a analisarem o verdadeiro significado da fé e da religião em seus corações e vidas. Não basta mais que a boca fale sem que o coração sinta, pois as máscaras não mais se sustentarão no novo ciclo e nos novos tempos que já estão ai, diante de todos…

Mãe Menininha do Gantois

Olá amigos!

Como devem saber, meu coração é Umbandista!

 Esse mesmo coração, encontrou na Doutrina Espírita, um tesouro de aprendizado! Não satisfeito, busca sempre conhecer um pouco mais sobre as outras religiões, com todo o respeito, é claro. Encontra nelas peças que sempre se encaixam em minhas próprias crenças e convicções, fragmentos, como são, da verdade que, como um espelho, se partiu em muitos pedaços para que todos, enfim, um dia se possam unir. E o dia virá!
Bem, o comentário acima é só para dividir com vocês mais esse aprendizado que foi ler esse livro lindo e muito bem escrito, que conta a história de vida e de trabalho incansável dessa pessoa linda que foi e é Mãe Menininha!
Uma vida dedicada às pessoas e à religião que recebeu por herança de seus ancestrais. O mais curioso, para mim, foi descobrir através dessa leitura, que ela tinha forte influencia católica. É muito bonito ver isso, pois prova que a pessoa acolhe e recolhe para si aquilo que considera bom e Sagrado enquant…

A pemba

Imagem
Olá amigos!

Compartilho esse texto esclarecedor com todos que se interessem pelo assunto!
Mãe Mônica Caraccio sempre nos presenteia com esclarecimentos simples, mas muito importantes, como esse!
Boa leitura e bons estudos a todos que desejam conhecer para seguir avançando!
Anna Pon



Axé turma! Acredito que todos já perceberam as diferentes formas de manifestações da Umbanda, e também perceberam que existem terreiros que utilizam bebidas como elemento purificador, outros usam cigarros como potências energéticas expansoras, outros têm vestimentas próprias estimulando a fé, a crença e o conhecimento de forma mais visual, outros ainda têm o culto aos Orixás com manifestações, oferendas e obrigações mais acentuados e próprias. Aliás, são tantos aspectos, fundamentos, ritos e rituais diferentes que até as rezas diferenciam de terreiro para terreiro. E é entre tantas diferenças que encontramos um elemento comum e fundamental em todos os terreiros de Umbanda: a Pemba. Isso mesmo. Não conheço, aliás, n…

Medicina reconhece obsessão espiritual

Imagem
Código Internacional de Doenças (OMS) inclui influência dos Espíritos.


Medicina reconhece obsessão espiritual


Dr. Sérgio Felipe de Oliveira, médico psiquiatra e coordenador da cadeira (hoje obrigatória) de Medicina e Espiritualidade na USP:


Ouvir vozes e ver espíritos não é motivo para tomar remédio de faixa preta pelo resto da vida... Até que enfim as mentes materialistas estão se abrindo para a Nova Era; para aqueles que queiram acordar, boa viagem, para os que preferem ainda não mudar de opinião, boa viagem também...


Uma nova postura da medicina frente aos desafios da espiritualidade.


Vejam que interessante a palestra sobre a glândula pineal do Dr. Sérgio Felipe de Oliveira,


A obsessão espiritual como doença_da_alma, já é reconhecida pela Medicina. Em artigos anteriores, escrevi que a obsessão espiritual, na qualidade de doença da alma, ainda não era catalogada nos compêndios da Medicina, por esta se estruturar numa visão cartesiana, puramente organicista do Ser e, com isso, não levava…

Contate sua criança interior

Imagem
Entre em contato com a criança que existe em você!

:: Rosemeire Zago ::



"A imagem da criança representa a mais poderosa e inelutável ânsia em cada ser humano, ou seja, a ânsia de realizar a si próprio".

Jung

Geralmente, lembramos de todas as crianças que estão à nossa volta: filhos, primos, netos, sobrinhos, vizinhos, filhos de amigos, mas, provavelmente nos esquecemos da principal: nossa criança interior. É isso mesmo, existe dentro de cada um de nós uma criança de 3, 4 ou 7 anos precisando muito de nós. Embora isso possa parecer estranho, é muito importante esse reencontro para nosso crescimento emocional, pois através do contato com nossa criança podemos curar muitas de nossas feridas e compreender muitos de nossos conflitos.

A criança interior representa a nossa totalidade psíquica, a parte genuína que vamos perdendo quando adultos. Ela está presente em nossos sonhos, fantasias, desejos, imaginações, intuições, em nossa capacidade de brincar, imaginar, criar e principalment…

Contate sua criança interior

Imagem
Entre em contato com a criança que existe em você!

:: Rosemeire Zago ::



"A imagem da criança representa a mais poderosa e inelutável ânsia em cada ser humano, ou seja, a ânsia de realizar a si próprio".

Jung

Geralmente, lembramos de todas as crianças que estão à nossa volta: filhos, primos, netos, sobrinhos, vizinhos, filhos de amigos, mas, provavelmente nos esquecemos da principal: nossa criança interior. É isso mesmo, existe dentro de cada um de nós uma criança de 3, 4 ou 7 anos precisando muito de nós. Embora isso possa parecer estranho, é muito importante esse reencontro para nosso crescimento emocional, pois através do contato com nossa criança podemos curar muitas de nossas feridas e compreender muitos de nossos conflitos.

A criança interior representa a nossa totalidade psíquica, a parte genuína que vamos perdendo quando adultos. Ela está presente em nossos sonhos, fantasias, desejos, imaginações, intuições, em nossa capacidade de brincar, imaginar, criar e principalment…