Marcos, Apóstolo do Cristo!






Marcos, Apóstolo do Cristo!
Ismael de Almeida

Muito da vida dos Apóstolos de Jesus se perdeu na areia movediça do tempo, que os ventos arrastam e levam como folhas secas das árvores caídas no chão. Mas os Anjos de Deus registraram os acontecimentos que marcaram a vida daquelas almas que compartilharam a vida do Mestre, no serviço a humanidade!
E a luz, mago dos céus, descerra a vida do Apóstolo Marcos, que tanto amou Jesus e era casada com Ana, filha do viúvo José, pai de Jesus!
E marcos amava desmedidamente a Ana sua esposa que de saúde débil, havia dado a ele dois filhinhos lindos como dois Querubins de leite e mel, como diria Salomão.
E os escritos de Marcos eram uma cisterna de lágrimas, que corriam de sua alma dolorida e triste. Ana amava o pequeno Jose, seu irmão, filho do viúvo Jose, anjo desterrado que veio ao mundo só para proteger Jesus, e voltou à Pátria Celestial apenas com 26 anos de idade.
Morto o irmão, e Jesus crucificado, a alma terna de Ana derramou seu amor como oceano de luz no coração entristecido e desolado de Marcos.
Ana era a alma gêmea de Marcos e encarnou com a finalidade de apoiar espiritualmente Marcos, como cronista daquela excelsa vida de Amor inesgotável!
E Ana estava enferma, e no seu leito de dor, trazia a chama da recordação para explicar a Marcos os mínimos detalhes da gloriosa infância de Jesus.
E marcos, alma sensível, sonhadora e nobre, trazia em versos de ouro e claridades de rubis, a doçura infinita do coração de Jesus.
E Ana sentia sua vida se extinguir como a chama de uma vela que morre!
Marcos sentia no coração a perda da inolvidável esposa anjo celeste, baixado a Terra em missão de Amor!
E Ana de olhar entristecido e terno deu, com a luz dos olhos, o último adeus a Marcos, o sonhador discípulo de Jesus!
Fazia 10 anos que Jesus partira para sua Pátria Celeste!
E a alma nobre do Apóstolo, sentiu fundo no peito a solidão da perda da esposa amada e, desdobrou em versos cândidos a Vida de Jesus!
A dor de Marcos era profunda, porém serena como um por de sol!
A dor fecundou em luz a alma doce de Marcos, e versos divinos, como violinos celestes, trouxeram em prosa e versos as melodias do Céu!
A vida de Marcos foi um perene canto de Amor, seu corpo estava na Terra, mas sua alma habitava o céu!
Bibliografia: Harpas Eternas.
Oferecido com amor e respeito a doce irmã ROSANE AMANTÉA.


postado no facebook por Ismael de Almeida - grupo Umbanda de Hoje -

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Firmeza e Assentamento (Umbanda)

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô