Deus Pai e Mãe – 7 Linhas de Umbanda.


Resultado de imagem para sete linhas umbanda


Deus Pai e Mãe – 7 Linhas de Umbanda.


Herdamos do Cristianismo e do Catolicismo, nossos conceitos sobre Deus na Umbanda.

A Umbanda, tendo recebido influências de várias religiões, amplia esses conceitos sobre Deus nas fontes que bebeu para se formar.

Surge o conceito de Deus Pai/Mãe, uma vez que reconhecemos Deus como tal.

Como pensamos Deus, porém, é algo muito pessoal e intimo. Cada um de nós sente e se relaciona com Deus Pai/Mãe, de forma singular.

Pensar sobre Deus de forma rotulada e pronta pode ser conveniente para alguns, porém, fica longe da realidade intima onde reside a fé de cada um.

Conceber Deus é um direito de cada um e cada ser sente, pensa e se relaciona com Deus da maneira que melhor lhe convier ou aceitar.

As religiões, com fórmulas prontas, inibem a capacidade de raciocínio livre das pessoas e “engessam” o conceito de Deus.

Deus como Pai, fica limitado ao masculino e tudo que a ele se relaciona, talvez, tal conceito tenha se desenvolvido em sociedades machistas. Hoje, porém, muitos de nós pensamos em Deus como Pai/Mãe sem nenhum problema, apenas compreendendo a força e a pureza que residem entre o masculino e o feminino.

Considerando que Deus é amor puro, que cuida e ama a todos nós, seus filhos, Ele se apresenta, neste aspecto, como feminino e, considerando ainda que Deus é Pai, no sentido de nos fornecer recursos para que busquemos nosso sustento e evolução, temos ai Deus, Nosso Pai, masculino, portanto, Deus é amor, colo, proteção, garra, energia, força, enfim, Deus é tudo.

Acredito que os Orixás sejam Divindades de Deus e, sendo Deus, masculino e feminino, essas divindades se manifestam ora num, ora noutro aspecto.

Deus se individualiza por meio de suas Divindades/Orixás.

O conceito de trindade, como conhecemos através da religião católica, nada mais é que Deus manifestado sob três aspectos, não deixando, porém, de seguir sendo Um.

A Criação de Deus é masculina e feminina em toda sua extensão.

A Umbanda é monoteísta, acredita num Deus único e cultua os Orixás, pois entende que os mesmos são Suas Manifestações Divinas tanto no aspecto feminino quanto no masculino.

A nomenclatura monopoliteísmo surgiu a partir dessa crença/fé Umbandista e de outras formas de religião que se relacionam com Deus de maneira semelhante.

O Umbandista, além de crer num Deus único, de cultuar os Orixás, ainda entende Sua Manifestação através da Natureza, onde se encontram as forças vibracionais dos Pais/Mães Orixás, sendo assim, também podem os Umbandistas, serem considerados panteístas aqueles que entendem que Deus está em todos os lugares.

Cada religião pensa e sente Deus de forma particular, porém sem conflito quando entendemos que todas as formas são boas desde que haja discernimento, desde que uma complete a outra.

Somos todos filhos de Deus, conservamos a centelha Divina da Criação, somos igualmente, todos, Deuses, filhos do mesmo Pai/Mãe e, se pensamos/sentimos Deus, cada um de nós, a nossa maneira, é porque assim Ele quis e permitiu que fosse.

Ampliar nossos conceitos acerca de Deus, através do conhecimento, nos aproxima de nossos irmãos que conservam crenças diferentes, porém que podem, e muito, alargar nossos horizontes e assim nos aproximar um pouco mais Dele.

As Sete Linhas da Umbanda são as sete irradiações de Deus, Suas sete qualidades individualizadas nas qualidades masculinas e femininas.

Deus se manifesta de forma sétupla, como por exemplo, os sete chacras, sete dias da semana e daí por diante.

 Temos Pais e Mães Orixás nas sete vibrações de Deus que fazem e faz surgir as “Sete Linhas de Umbanda”, sete Linhas não são sete Orixás, os Orixás é que se assentam nas Linhas que são as vibrações de Deus.


Annapon


(Texto baseado no Curso de Teologia de Umbanda Sagrada – Desenvolvido por Rubens Saraceni – Ministrado por Alexandre Cumino)

Comentários

  1. Prezados, boa tarde.

    Peço a gentileza de retirar a imagem utilizada para ilustrar este post de seu blog, pois a mandala que nela aparece é o logo do nosso espaço, Instituto ARCA de Mediunidade e Espiritualidade e não nos foi solicitada qualquer autorização para utilização do mesmo, ainda mais sem citá-lo.

    Aguardo providências.

    Grata

    Maísa Intelisano
    Fundadora, presidente e dirigente espiritual
    Instituto ARCA de Mediunidade e Espiritualidade
    www.institutoarca.org.br
    www.fb.com/institutoarcasp

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maísa, a imagem já foi retirada, peço desculpas pelo transtorno e alerto para que protejam a imagem com direitos autorais e não deixem disponível, como estava, para que outra ocorrência, como esta, volte a acontecer. De qualquer forma agradeço por acessarem esse blog e por alertarem quanto ao fato.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Firmeza e Assentamento (Umbanda)