São José - Sincretizado com Xangô

São José



São José é descendente da casa real de Davi. É o esposo da Virgem Maria e pai adotivo de Jesus Cristo. Nos Evangelhos ele aparece na infância de Jesus. Pode-se ver as citações nos livros de Mateus Capítulos 1 e 2, e em Lucas 1 e2. Na Bíblia, São José é apresentado como um justo. Mateus, em seu Evangelho, descreve a história sob o ponto de vista de José. Já Lucas narra o tempo de infância do menino Jesus contando com a presença de José.
São José na história da Salvação


São José estava noivo de Maria e, ao saber que ela estava grávida, decidiu abandoná-la, pois o filho não era dele. Ele pensa em abandoná-la para que ela não fosse punida com a morte por apedrejamento


Mas ele teve um sonho com um anjo que lhe disse que Maria ficou grávida pela ação do Espírito Santo, e que o menino que iria nascer era Filho de Deus, então, ele aceitou Maria como esposa. Perto do tempo previsto do nascimento de Jesus, por um decreto romano ele foi para Belém partir do recenseamento, lá Maria deu à luz ao Menino Jesus e José estava presente no nascimento.




O anjo, porém, deu novo aviso a José, em sonho. Com efeito, o anjo avisou a José que Herodes queria matar o menino Jesus e mandou-o pegar o menino e sua mãe e fugir para o Egito com eles. José obedeceu. Assim, A sagrada família foi para o Egito e viveram lá durante quatro anos. Após este tempo, o anjo avisou novamente a José em sonhos, dizendo que eles poderiam voltar para Nazaré porque Herodes tinha morrido. José obedeceu e levou a Sagrada Família novamente para Israel.
Vida Simples

São José devotou sua vida aos cuidados de Jesus e Maria. Vivendo do trabalho de suas mãos, como carpinteiro, sustentou sua família com dignidade e exemplo. A profissão de carpinteiro propiciava dignidade à família. José era um judeu religioso e praticante. Ele consagrou o menino Jesus no Templo, logo depois que o menino nasceu. Este ato só era praticado na época por judeus piedosos. São José levava sua família regularmente às peregrinações de seu povo em Jerusalém, como, por exemplo, na Páscoa. Foi numa dessas peregrinações em que, na volta para Nazaré, o menino Jesus ficou em Jerusalém conversando com os doutores da lei. O menino tinha, então, doze anos. José e Maria, aflitos, voltam ao templo e encontram o menino Jesus debatendo com os doutores da lei. Nesta ocasião, Jesus afirma que “Tinha que cuidar das coisas de seu Pai”. Esta é a última vez que José é mencionado nas Sagradas Escrituras. Todos os indícios levam a crer que José faleceu antes de Jesus começar sua vida pública. Caso contrário, ele certamente teria sido mencionado pelos evangelistas, como o foi Maria.
Influência de José na formação da personalidade de Jesus

São José teve papel importantíssimo na formação da personalidade de Jesus enquanto pessoa humana. Claro, Jesus é o Filho de Deus. Porém, se analisarmos o comportamento de Jesus do ponto de vista humano, veremos que ele (Jesus) foi um menino e um homem que teve um pai presente, piedoso e influente. Um pai que ensinou ao filho o caminho da justiça, da verdade, do amor e do conhecimento da Palavra de Deus. Não é à toa que São José é chamado de “Justo” desde os Evangelhos. Por isso, São José é um dos maiores santos de todos os tempos.
Devoção a São José



São José foi inserido no calendário litúrgico Romano em 1479. Sua festa é celebrada no dia 19 de março. São Francisco de Assis e, mais tarde, Santa Teresa d’Ávila, foram grandes santos que ajudaram a divulgar a devoção a São José. No ano de 1870, São José foi declarado oficialmente como o Patrono Universal da Igreja. O autor desta declaração foi o Papa Pio IX. No ano de 1889, o Papa Leão XIII, num de seus grandes documentos,exaltou as virtudes de São José. O Papa Bento XV declarou São José como o patrono da justiça social. Para ressaltar a grande qualidade e poder de intercessão de São José como “trabalhador”, O Papa Pio XII instituiu uma segunda festa em homenagem a ele, a festa de "São José operário". Esta, acontece no dia primeiro de maio.


São José é invocado também como o padroeiro dos carpinteiros. Na arte cristã ele é representado tendo um lírio na mão, representando a vitória dos santos. Algumas vezes ele aparece também com o menino Jesus ou nos braços, ou ensinando a Ele a profissão de carpinteiro.

Revelações sobre o poder de intercessão de São José

São José é, sem dúvida, uma dos santos mais importantes da Igreja. Ele é invocado como o santo que intercede a Deus por todas as nossas necessidades. São José tem, diante de Deus, privilégios únicos. Esta é uma das revelações que foram dadas à Serva de Deus chamada Santa Águeda:“Por sua intercessão alcançamos a virtude da castidade e a vitória sobre as tentações contra pureza; alcançamos o poderoso auxílio da graça para sair do pecado e voltar à amizade com Deus; alcançamos a benevolência da Santíssima Virgem Maria e a verdadeira devoção a ela; alcançamos a graça de uma boa morte e a especial proteção contra o demônio nesta hora.” A Igreja afirma que os espíritos do mal estremecem quando ouvem o nome de São José ser invocado. Pela intercessão de São José, podemos alcançar a saúde e a ajuda nas dificuldades. Através dele, as famílias podem alcançar a bênção de uma vida digna.

Nossa Senhora também revelou a Santa Águeda: "Os homens ignoram os privilégios que o Senhor concedeu a São José, e quanto pode sua intercessão junto de Deus. Somente no dia do Juízo os homens conhecerão sua excelsa santidade e chorarão amargamente por não haverem se aproveitado desse meio tão poderoso e eficaz para sua salvação e alcançar as graças de que necessitavam". SJMJ




Oração a São José

A vós, S. José, recorremos em nossa tribulação e, depois de ter implorado o auxílio de Vossa Santíssima Esposa, cheios de confiança solicitamos também o Vosso patrocínio. Por este laço sagrado de caridade que Vos uniu à Virgem Imaculada Mãe de Deus, e pelo amor paternal que tivestes ao Menino Jesus, ardentemente Vos suplicamos que lanceis um olhar benigno para a herança que Jesus Cristo conquistou com seu Sangue, e nos socorrais em nossas necessidades com o Vosso auxílio e poder. Protegei, ó Guarda providente da Divina Família, a raça eleita de Jesus Cristo. Afastai para longe de nós, ó Pai amantíssimo, a peste do erro e do vício. Assisti-nos do alto do céu, ó nosso fortíssimo sustentáculo, na luta contra o poder das trevas; e assim como outrora salvastes da morte a vida ameaçada do Menino Jesus, assim também defendei agora a Santa Igreja de Deus contra as ciladas de seus inimigos e contra toda adversidade. Amparai a cada um de nós com o Vosso constante patrocínio a fim de que, a Vosso exemplo e sustentados por Vosso auxílio, possamos viver virtuosamente, morrer piedosamente e obter no céu a eterna bem-aventurança. Amém.


SIGNIFICADO E SIMBOLISMO DE SÃO JOSÉ

A imagem de São José, como em toda a iconografia cristã, é rica em simbolismos e significados, desde a cor das roupas aos objetos inseridos. Vamos conhecer cada detalhe e entender o significado de cada um.

O manto marrom de São José

O manto marrom de São José tem um significado belo e profundo: a humildade e a simplicidade. O marrom é a cor da terra, do chão. Por isso, ele simboliza humildade e simplicidade, retratando a personalidade de São José: homem simples, humilde, do qual pouca coisa se fala na Bíblia. O marrom é também a cor da madeira. Por isso, o manto marrom de São José também nos lembra o ofício que ele desempenhava: o de carpinteiro. Portanto, o manto marrom de São José nos fala que ele era um homem humilde, simples, trabalhador, carpinteiro de profissão. Foi assim que ele ganhou a vida, amparou e sustentou a Sagrada Família.



A túnica de São José

A túnica de São José normalmente vem pintada na cor roxa, azul ou branca. O roxo representa a penitência, mas também (e mais aplicado a São José) a fé, a paciência e a confiança. O azul simboliza o céu, onde São José já está e, de lá, intercede por nós e é o grande patrono da Igreja. O branco simboliza a pureza de coração. Esta foi uma grandes virtudes de São José: homem puro e chamado pelo evangelista de 'justo'.




O lírio na mão de São José

O Lírio representa a pureza do seu coração e a vitória da vida sobre a morte. Representa a vitória dos santos, a vitória de São José sobre o mundo, sobre o pecado e, em Jesus Cristo, a vitória sobre a morte.



O olhar para baixo

Em quase todas as representações de São José ele está olhando para baixo. Isto significa que ele foi o pai terreno de Jesus. Lembra-nos que o grande São José foi pai adotivo do Filho de Deus. Porém, foi pai. Amou, cuidou, ensinou e formou o menino Deus cumprindo seu papel de pai, dando um nome e uma família a Jesus. Sua missão neste mundo, aqui 'em baixo', para onde São José olha, foi grandiosa. Por isso ele é representado olhando para baixo. Significa também que ele olha e intercede por nós que estamos aqui na terra, em peregrinação para o céu.



O menino Jesus no colo de São José

O menino Jesus no colo de São José é mais um símbolo da paternidade deste grande santo. Ele assumiu Maria quando ela estava grávida de Jesus, sabendo que ele não era o pai da criança. Segurando o menino Jesus no colo significa que cuidado e a proteção de pai que São José deu a Jesus e que pode dar a nós, pela sua intercessão.



A túnica branca do menino Jesus

A túnica branca do menino Jesus simboliza a pureza de coração do menino. Os detalhes em dourado simbolizam a origem divina de Jesus. Fala-nos, mais uma vez, que José é o pai adotivo de Jesus.

O globo na mão esquerda de Jesus



O globo na mão esquerda de Jesus significa o senhorio que ele tem sobre todas as coisas. Como diz São Paulo: 'Tudo foi criado por ele e para ele...' Ele é o Senhor, ou seja, o dono de tudo; ele tem o mundo em suas mãos.



A mão direita do menino Jesus abençoando

A mão direita do menino Jesus abençoando nos lembra o amor de Deus, que quer derramar sobre nós toda sorte de bênçãos espirituais em Cristo Jesus. E o menino Jesus também olha para o chão, como que olhando para toda a humanidade que está neste mundo, abençoando a cada um de nós.


A poderosa oração de São José


'Ò glorioso São José, a quem foi dado o poder de tornar possíveis as coisas humanamente impossíveis, vinde em nosso auxílio nas dificuldades em que nos achamos. Tomai sobre vossa proteção a causa importante que vos confiamos, (fazer o pedido), para que tenha uma solução favorável. Ó Pai amantíssimo, em vós depositamos toda a nossa confiança. Que ninguém possa jamais dizer que vos invocamos em vão, já que tudo podeis junta a Jesus Cristo e Maria Santíssima, mostrai que vossa bondade é igual ao vosso poder. São José, a quem Deus confiou o cuidado da mais santa família que houve sobre a terra, sede, nós vo-lo pedimos, o Pai e protetor da nossa, e impetrai-nos a graça de viver e morrer no amor de Jesus e Maria. São José do Perpétuo socorro, rogai por nós que recorremos a Vós.'


site Cruz Terra Santa


SINCRETISMO COM O ORIXÁ XANGÔ - SENHOR DA JUSTIÇA DIVINA

Considerado um homem justo nos textos bíblicos, São José nos remete, neste sentido, ao Orixá Xangô, senhor da justiça Divina.

A retidão de caráter é outra característica que reforça o sincretismo porque Xangô é integro. Estimula em nós a razão. O ser racional é influência de Xangô.

Considerado protetor das famílias, por ter protegido a sua da fúria de Herodes, São José é invocado pelos fiéis católicos, ou de outras religiões, para que proteja os núcleos familiares.

Fé e dignidade são virtudes associadas a São José. Igualmente o orixá Xangô nos inspira tais virtudes, pois, o correto, o racional, é justo, portanto digno, mesmo que não seja um homem de fé.

"Um pai que ensinou ao filho (Jesus) o caminho da justiça, da verdade, do amor e do conhecimento da Palavra de Deus. Não é à toa que São José é chamado de “Justo” desde os Evangelhos. Por isso, São José é um dos maiores santos de todos os tempos".

O trecho do texto acima nos remete à Xangô em sua essência, a justiça sempre com transparência, amor e conhecimento da palavra de Deus são atributos de Xangô.

"O Papa Bento XV declarou São José como o patrono da justiça social".

Trabalhador, homem integro, justo, viveu com simplicidade. Sua influência na comunidade deve ter sido bastante grande e, mais uma vez, encontramos em São José, qualidades de Xangô, pois, este orixá estimula/vibra, no ser humano, essas virtudes. 

"Pela intercessão de São José, podemos alcançar a saúde e a ajuda nas dificuldades. Através dele, as famílias podem alcançar a bênção de uma vida digna".

Dignidade, honra, coragem, justiça. Essas virtudes, para nós, Umbandistas, pertencem a Xangô.

A cor do Orixá Xangô na Umbanda é marrom, não por acaso, é um dos símbolos de São José que remetem à simplicidade, humildade e à terra.

Os lírios e manto brancos revelam a pureza de seu coração.

Sabemos que Xangô é Orixá, vibração, "mistério" de Deus, mas, sabemos também que São José, figura importante no contexto religioso católico, viveu sob sua influência e, como quase todo umbandista busca o sincretismo para ter uma forma à qual se "apegar", sincretizamos São José com Xangô, ou talvez, com algumas, das muitas, qualidades de nosso Pai Xangô.

Há quem sincretize São José com Xangô Alafim ou ainda com Xangô Aganju, qualidades do mesmo orixá, porém, nada disso realmente importa, o que vale mesmo é a referência, mas, principalmente a fé nesse homem que viveu para a família e para seu trabalho honesto e digno, como é Xangô.


Salve meu Pai de ajuntó!


Anna Pon

Comentários

  1. Gostei muito do pouco li escrita fácil leitura agradável que nos absove e nos viajar na imaginação.Obrigada por permitir participar desse conteúdo

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Firmeza e Assentamento (Umbanda)

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô