O LIVRO DE EXU


imagem Pinterest

O LIVRO DE EXU 

Por Rubens Saraceni 


O Mistério Exu tem intrigado os estudiosos do Mistério Orixás porque Exu é colocado em oposição a eles e seu campo de ação e atuação é tão abrangente, que encontramos Exus de Ogum, de Xangô, de Oxalá, de Yemanjá, etc. 

Que mistério é esse que transcende o de um Orixá, já que Exu está em todos os campos de todos os Orixás? Como aquilatar o Mistério Exu, se todos os Orixás têm seus Exus? 

Nós respondemos: Exu é um mistério do nosso Divino Criador, e portanto possui uma faixa vibratória e um grau magnético só seu, pelos quais flui, se irradia, atua e manifestasse na vida dos seres. Portanto, o Mistério Exu não é maior ou menor e nem é superior ou inferior aos outros mistérios. Apenas é como é porque assim ele é. 

Exu, enquanto energia e magnetismo, é vitalizador e transformador; -Exu, enquanto mistério da criação e agente da Lei Maior, é vitalizador ou desvitalizador dos sentidos capitais de um ser e atua como transformador de sua vida; -Exu, enquanto elemento mágico “cósmico”, só é ativado ou desativado se for devidamente pago com oferendas rituais simbólicas; -Exu, enquanto elemento religioso, atua como esgotador de carmas individuais e como vitalizador ou esgotador da religiosidade das pessoas; -Exu, enquanto mistério auxiliar do Mistério Orixás, lida com seus aspectos negativos naturalmente e os ativa ou desativa segundo as ações ou as reações de quem for alcançado e atingido por eles (os aspectos negativos dos Orixás); -Exu, enquanto “linha de esquerda” da Umbanda, incorpora nos seus médiuns e dá consultas gratuitas a quem dispuser-se a falar com ele, aconselhando, orientando, defendendo, ajudando a superar suas dificuldades materiais ou espirituais, familiares ou de trabalho, etc., mas sempre a partir de sua visão cósmica das situações, de seu senso de oportunidade das situações, de seu senso de oportunismo e de seu entendimento pessoal de como deve proceder para responder a quem o solicitou; -Exu escreve reto em linhas tortas; escreve torto em linhas retas e escreve torto em linhas tortas. 

Só não consegue escrever reto em linhas retas ... porque tem duas cabeças, sendo que uma é instintiva e a outra é emotiva; uma é movida por suas necessidades e outra é movida por seus interesses. As “duas cabeças” de Exu representam sua natureza dual, que ora o instiga a satisfazer suas necessidades, ora o induz a satisfazer as necessidades alheias. Por isso, se Exu for assentado na tronqueira de uma tenda, ele tem que ser servido e saudado ritualmente antes da abertura dos trabalhos; Exu é o mais humano dos mistérios de Umbanda, porque assimila tudo o que seu médium vibra em seu íntimo. E se assim é, é porque Exu é “especular” (semelhante a um espelho) e reflete em si a natureza emotiva do seu médium, através da qual ele se manifesta quando incorpora. 

Negativamente, temos: 

Médiuns soberbos Exus prepotentes 
Médiuns tímidos Exus circunspectos 
Médiuns briguentos Exus encrenqueiros 
Médiuns chulos Exus desbocados 
Médiuns conquistadores Exus galanteadores 
Médiuns invejosos Exus egoístas 
Médiuns infiéis Exus falsos 
Médiuns mandões Exus soberbos 

Mas temos os Exus que refletem de forma especular o íntimo positivo dos seus médiuns: 

Médium generoso Exu interessado 
Médium bondoso Exu discreto 
Médium caridoso Exu desinteressado 
Médium compenetrado Exu rigoroso 
Médium fiel Exu leal 
Médium tenaz Exu fiel 
Médium trabalhador Exu compenetrado 
Médium demandador Exu aguerrido 
Médium estudioso Exu sábio 
Médium correto Exu vigilante 

Enfim, o Exu individual é um manifestador num mistério intermediário, mas que é “refletor do íntimo e do emocional do seu médium. 

Fonte: Livro de Exu – Rubens Saraceni – Ed. Madras 

 Observação de Alexandre Cumino: 

Neste texto encontramos esta afirmação: “Exu, enquanto elemento mágico “cósmico”, só é ativado ou desativado se for devidamente pago com oferendas rituais simbólicas”. 

Isto quer dizer que em alguns procedimentos mágicos é necessário o uso de oferendas para a manipulação ritualística. Afirmação relacionada a ação mágica e manipulação de energias, diferente de muitas atuações religiosas em que exu está sempre disposto a ajudar. Sem esquecer que a tronqueira é um ponto de forma e oferenda a nossos exus. Quanto a questão especular e a relação entre exu e seu médium, tem uma lei de afinidades e uma qualidade em que exu realmente coloca para fora, exterioriza algumas qualidades de seu médium, sem no entanto se confundir com “mistificação”. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Firmeza e Assentamento (Umbanda)

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô