Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2011

Vovó Cambinda da Guiné fala aos Filhos de Umbanda

Imagem
Vovó Cambinda da Guiné fala aos Filhos de Umbanda É com muita alegria no coração espiritual que nós, aqui de Aruanda, estamos observando o movimento de Umbanda crescer e se fortalecer através da benção que Deus concedeu a todos que é a busca do conhecimento, o querer saber. Maior alegria ainda sentimos, ao perceber que nossos filhos amados da Terra, já não colocam em nossas mãos a responsabilidade integral pelos seus deslizes, fracassos, dores e provas. È bom saber que estão buscando o esclarecimento e já percebem que o mal que por ventura lhes chega, ou é prova carmica, ou é fruto de sua própria irresponsabilidade e invigilância. Vemos hoje a Umbanda crescendo e florescendo em tantos corações que queremos agradecer a todos os filhos de fé pelo seu devotamento e empenho no sentido de trazer à Luz o real objetivo da Umbanda que brilha em Aruanda por todos os filhos de Deus que habitam a Terra e outros mundos. Hoje em dia, os filhos de Umbanda, já não são mais “cegos”, já

No meu aniversário...

Imagem
Agradeço a Deus pela oportunidade e a Jesus, pelo Verbo Divino que aprendi a conhecer através da Luz do Espiritismo e pela força de fé, amor e caridade da Umbanda. Aos meus pais quero deixar registrada a minha gratidão por terem me recebido, cuidado, amado. Sou grata ainda, e muito, às minhas irmãs de sangue que, assim como meus pais, me receberam com alegria, cuidaram de mim com carinho e  sempre me amaram. Com especial afeto agradeço às minhas sobrinhas pela confiança, pelo amor e pelo carinho que sempre dispensaram à minha pessoa e por terem me brindado com a grande alegria de ser tia avó. A toda  minha família carnal agradeço por uma infinidade de momentos bons e pelo aprendizado que as rusgas e a distância trazem. Ao companheiro e amigo que Deus colocou na minha vida e no meu caminho, quero agradecer por ter me acolhido em seus braços e em seu coração. Pelo apoio, pelo cuidado, pela tolerância, compreensão, afeto e principalmente por ter recebido, junto a mim, a filha que

Allan Kardec- Obras Póstumas- Capítulo: As Aristocracias

Imagem
Olá amigos! Compartilho com vocês desse excelente trecho do livro Obras Póstumas de Allan Kardec. Refleti muito sobre essas palavras e minha conclusão é que nenhum filho de Deus é tão perverso a ponto de ser irrecuperável. Mesmo que o dia a dia nos mostre o contrário. Annapon  "Dizemos primeiro que os bons, sobre a Terra, não são inteiramente tão raros quanto se crê; os maus são numerosos, isto infelizmente é verdade; mas o que os faz parecer ainda mais numerosos, é que são mais audazes, e sentem que essa audácia mesma lhes é necessária para triunfarem; e, todavia, compreendem de tal modo a preponderância do bem que, não podendo praticá-lo, dele tomam a máscara. Os bons, ao contrário, não exibem as suas boas qualidades; não se colocam em evidência e eis porque parecem tão pouco numerosos; mas sondai os atos íntimos, realizados sem ostentação, e, em todas as classes da sociedade, encontrareis ainda bastante boas e louváveis naturezas para vos tranqüilizar o coração e não desesperar

Ramatis fala sobre saúde e enfermidade

Imagem
 A SAÚDE E A ENFERMIDADE A saúde e a enfermidade são os produtos da harmonização ou desarmonização do indivíduo para com as leis espirituais . As moléstias, em sua manifestação orgânica, identificam que no mundo psíquico e invisível aos sentidos,  a alma está enferma! O volume  de cólera, inveja, luxúria, cobiça, ciúme e ódio ou hipocrisia que por ventura o Espírito  tenha acumulado no presente ou nas existências anteriores forma um patrimônio de uma carga tóxica  que, em obediência à lei da Harmonia Espiritual, deve ser extraída da delicada intimidade do perispírito. Durante o período gestativo da nova encarnação , esses resíduos psíquicos venenosos, vão-se condensando gradativamente no corpo físico à medida que este cresce e, por fim, lesam as regiões orgânicas  que por hereditariedade sejam mais vulneráveis . Esse processo de o Espírito drenar o seu psiquismo doentio através da carne humana, a Medicina estuda e classifica sob uma terminologia técnica,  preocupando-se mais com os “do

Pensamentos de Allan Kardec e comentários de Anna Pon

Pensamentos de Allan Kardec e comentários de Anna Pon Allan Kardec, escrevera sobre a sua bandeira estas palavras:  Trabalho, solidariedade, tolerância . Sejamos, como ele, infatigáveis; sejamos, segundo os seus desejos, tolerantes e solidários, e não temamos em seguir o seu exemplo repondo vinte vezes entre as mãos os princípios ainda discutidos. Apelamos a todos os concursos, a todas as luzes. Tentaremos avançar com certeza antes que com rapidez, e os nossos esforços não serão infrutíferos, se, como disso estamos persuadidos, e como lhe seremos os primeiros a dar o exemplo, cada um se empenhar em cumprir o seu dever, colocando de lado toda questão pessoal para contribuir ao bem geral. Observação de Anna Pon: É lamentável observar que nos grupos espíritas e espiritualistas, ou ainda, em tantos outros que se reúnem pela mesma fé, tais observações, tão sérias e necessárias ao bom andamento dos trabalhos aos quais se propõem, sejam meramente palavras ditas ao vento. Ve