Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2010

Dia de Finados (Visão Espírita)

Imagem
Equipe do CVDEE -   Centro Virtual de Divulgação e Estudo do Espiritismo Pergunta: Estamos nos aproximando do dia 2 de novembro, que é considerado um dia dedicado aos mortos, aos finados. O respeito da legislação vigente chega inclusive a declarar a data como feriado nacional, no intuito de que as pessoas possam prestar suas homenagens ao parentes e conhecidos já desencarnados. Os espíritas são naturalmente questionados a respeito do assunto. Como a Doutrina Espírita encara este tema? Resposta: Realmente o tema desperta algumas dúvidas. Mesmo alguns companheiros espíritas perguntam se devem ou não ir aos cemitérios no dia 2 de novembro, se isto é importante ou não. Antes de tudo, lembremos que o respeito instintivo do homem pelos desencarnados, os chamados mortos, é uma consequência natural da intuição que as pessoas têm da vida futura. Não faria nenhum sentido o respeito ou as homenagens aos mortos se no fundo o homem não acreditasse que aqueles seres queridos continuassem vivendo

Flor de Lótus

Imagem
  Texto retirado do site Portal da Índia Certo dia, à margem de um tranquilo lago solitário, a cuja margem se erguiam frondosas árvores com perfumosas flores de mil cores, e coalhadas de ninhos onde aves canoras chilreavam, encontraram-se quatro elementos irmãos: o fogo, o ar, a água e a terra. - Quanto tempo sem nos vermos em nossa nudez primitiva - disse o fogo cheio de entusiasmo, como é de sua natureza. É verdade - disse o ar. - É um destino bem curioso o nosso. À custa de tanto nos prestarmos para construir formas e mais formas, tornamo-nos escravos de nossa obra e perdemos nossa liberdade. - Não te queixes - disse a água -, pois estamos obedecendo à Lei, e é um Divino Prazer servir à Criação. Por outro lado, não perdemos nossa liberdade; tu corres de um lado para outro, à tua vontade; o irmão fogo, entra e sai por toda parte servindo a vida e a morte. Eu faço o mesmo. - Em todo o caso, sou eu quem deveria me queixar - disse a terra - pois estou sempre imóvel, e mesmo sem mi

Mediunidade e Obsessão

Mediunidade e Obsessão A mediunidade sempre fez parte da minha vida. Aos seis anos era sonâmbula.  Levantava-me à noite como se fosse um zumbi.E me lembro claramente da minha tia tentando me acordar.  Minha irmã e minha tia Áurea dividiam o quarto comigo.Eu não andava como os sonâmbulos de um filme de terror: olhos fechados e os braços esticados. Andava normalmente com os olhos abertos.  Minha tia era idosa e muito católica.Ficava com receio de que eu abrisse a porta do quarto de madrugada , atravessasse a sala e ganhasse a rua. Ela tentava me acordar me chamando com insistência.   Era penoso acordar daquela maneira. Eu me via em pé com a mão na maçaneta da porta. Afora o sonambulismo eu tinha pesadelos terríveis. Meus pais, assustados, corriam para meu quarto. Minha mãe ficava apavorada! Eu sentia mãos apertando o meu pescoço e tentando me enforcar. Meu pai sempre foi espírita , mas me levou ao médico para descartar qualquer problema físico. O neurolog

Médiuns/Mediunidade - Reportagem da Revista Isto É -

Imagem
O Amor de Deus é a luz que nos ilumina. O Poder dos Médiuns - A ciência comprova que o cérebro deles é diferente A edição da Revista ISTO É traz uma reportagem sobre Médiuns / Mediunidade.  O poder dos médiuns Como a ciência justifica as manifestações de contato com espíritos e por que algumas pessoas desenvolvem o dom. por Suzane Frutuoso  O espiritismo é seguido por 30 milhões de pessoas no mundo. O Brasil é a maior nação espírita do planeta. São 20 milhões de adeptos e simpatizantes, segundo a Federação Espírita Brasileira – no último Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) 2,3 milhões declararam seguir os preceitos do francês Allan Kardec, o fundador da doutrina.  A mediunidade, popularizada pelas psicografias de Chico Xavier, em Uberaba (MG), ganhou visibilidade nos últimos anos na mesma proporção em que cresceu o espiritismo. Mas nada se compara ao poder da mídia atual, que permite debater os ensinamentos da religião por meio de livros, programas de tevê e

Suicídio

Imagem
Amigos, O texto abaixo dá uma ideia do que seja o ato suicida e suas consequências, porém, tenho ressalvas pessoais a fazer: 1 - Não temos o direito de julgar os atos de nossos irmãos por mais agressivos que nos pareçam; 2 - Tenho conhecimento, através de relatos de entidades, que nem sempre o suicida "cai nos vales", antes sim, os vales são criações mentais, portanto, encontramos o que pensamos, mas, uma vida de boas ações não está fadada aos vales escuros apenas por um momento de fraqueza; 3 - A consciência, essa sim, quando desperta, é que remetera o espírito ao remorso e a dor tão comentada entre os estudiosos das dores da alma; 4 - Creio no poder da prece e na bondade e justiça de Deus, só Ele, e ninguém mais, tem o Poder de avaliar os nosso atos e nos remeter a local adequado às nossas faltas pela lucidez de nossa consciência, atributo com o qual nos dotou para crescermos e sermos responsáveis por nós mesmos e pelos nossos pensamentos, ações e reações. Deixo aqui os me

Amizade

Imagem
A Amizade Nobre sentimento é a amizade. È laço que une as almas para todo o sempre, jamais se esquece um amigo ainda que este não esteja, no momento, em nosso convívio. Essa é uma das razões pela qual algumas pessoas, vez ou outra, sentem saudade de alguém, mas não sabem especificar ao certo de quem. Isso ocorre quando o grande amigo ou está desencarnado ou está encarnado muito distante fisicamente, porém, o laço de amizade, afinidade, que não se rompe nem com o desencarne nem com a distancia, nos liga sempre ao pensamento do nosso grande amigo pelo qual sentimos afeto e saudade. Quando desencarnados, nossos amigos, afetos que conquistamos ao longo de nossa trajetória evolutiva, estando em condições e devidamente autorizados pelo Mais Alto, podem nos ajudar a vencer as mais duras provas da vida nos intuindo no bem, por exemplo, ou nos ajudando a encontrar o melhor e mais saudável caminho a seguir para que nossa alma retorne ao plano espiritual melhor de que quando na Terra chegou. Muit

Adultério - Infidelidade -

Imagem
Olá amigos! Compartilho com vocês esse texto ótimo retirado do fórum espírita, link abaixo. A pessoa que o redigiu foi realmente muito clara e feliz em suas citações. Espero que apreciem e reflitam, assim como eu fiz! Um grande abraço a voce, leitor desse blog, Annapon ADULTÉRIO                  O triângulo afetivo, nunca se forma a contento, e, termina, sempre, na vida, em trio de sofrimento" Todos nós vivemos em uma sociedade organizada, sujeita a regras de procedimento, úteis e necessárias para facilitar a vida e permitir a coexistência agradável. São as NORMAS de conduta. Por serem havidas como indispensáveis, são ensinadas desde a infância e acabam absorvidas e interiorizadas para nortear o comportamento civilizado. De outro lado existem os IMPULSOS naturais, os instintos do ser humano, tais como a agressividade, a sexualidade, etc, que não conhecem, não aceitam e nem seguem normas. Diante de uma situação antagônica o homem entra em conflito. Faz parte de sua essência viver d

Mediunidade e Prosperidade (lição cigana)

Imagem
Retirado do Livro Diário Mediúnico – Guia de estudos da Umbanda – Norberto Peixoto Mediunidade combina com prosperidade financeira? É certo que o exercício mediúnico deve se pautar pela seguinte máxima: “dar de graça o que de graça recebemos”. O que me chama atenção é que seguidamente temos médiuns operosos, dedicados, assíduos, e suas vidas não têm prosperidade.  Conversando aqui e ali, verifico que ainda temos marcado muito forte em nosso inconsciente que ganhar dinheiro é uma coisa ruim, que não combina com o sagrado, que vai nos atrapalhar. Verifico, ainda, um medo de “não se entrar no Céu”, decorrente da explicação de Jesus acerca da dificuldade de um rico alcançar esse feito, quando disse ser mais fácil um camelo passar no buraco da agulha do que isso acontecer. A resposta de Jesus para o jovem rico que o perquiriu não se baseou só em sua riqueza, mas no fato de que seu coração estava cheio de avareza e idolatria pelas moedas. Não é possível que Deus