Postagens

Mostrando postagens de 2020

Homenagem à Omulu 2020 - Casa do Vô Benedito/Curimba da Casa do Vô

Gira de Praia 2019 (Matinhos-PR) Casa do Vô Benedito

Homenagem à Aparecida

Homenagem a Xangô (vídeo Junho/2019) Casa do Vô Benedito

Gira de Mata da Casa do Vô Benedito em Morretes-PR (vídeo 2019)

Sobre este blog (Blog da Anna Pon) vídeo

Abraços ( Ritual de Cruzamento de Pais Pequenos) Casa do Vô Benedito 08.12.2018

Cruzamento de Pais Pequenos da Casa do Vô Benedito (08.12.2018) Vídeo

Cruzamento de Capitães - Casa do Vô Benedito 2018 (vídeo)

Fundação da Umbanda (vídeo)

Gira de Mata 2018 Casa do Vô Benedito

Meus momentos na Casa do Vô

Vídeo de Lançamento da obra "Serena"

Imagem
Sinopse Serena é um romance mediúnico que conta a estória de uma jovem portuguesa em terras brasileiras. Vítima de um naufrágio, no qual perdeu toda a sua família, Serena encontra ajuda inesperada para seguir vivendo e principalmente se fortalecendo numa terra absolutamente desconhecida. Sem família ou amigos, Serena passa a viver da solidariedade alheia e recebe, para sua surpresa, auxílio espiritual para vencer os inúmeros desafios que vão surgindo ao longo de sua vida no Brasil. Ela descobre muito sobre si mesma vivendo independente. Sua força de trabalho, capacidade para sobreviver e se relacionar foram algumas de suas descobertas, porém, a maior de todas, foi a da mediunidade, dom que a acompanhava sem que jamais tivesse se dado conta. Jovial e simples, Serena é um exemplo de fé e de perseverança que inspira e fortalece a crença na espiritualidade e nas vidas sucessivas. Católica de berço, Serena encontra no Brasil, outras formas de se relacionar com a fé através de amigos espiri…

Quartinhas

Imagem
AS QUARTINHAS DE BARROAs "quartinhas de barro" são utilizadas na Umbanda nas mais diversas formas: Nos assentamentos vibratórios dos Orixás e nos congás (altares), além de conservarem o Axé do Orixá na ocasião do Amaci (ritual de Umbanda para fortalecimento de tônus mediúnico). São feitas de barro natural e normalmente recarregadas com água limpa ou sumo de ervas. As quartinhas representam vida e criação, elementos vitais ao movimento e distribuição de axé bem como sua conservação. Sua natureza é dinâmica e remete à lembrança que a vida sempre está em movimento, que é preciso renovar sempre e alimentar periodicamente o Axé ou energia. Essa necessidade é tanto individual quanto coletiva, é a ligação/conexão entre a terra e o mundo espiritual, entre nós, médiuns, com os Orixás e Guias Espirituais. Anna Pon
ATENÇÃO: LANÇAMENTO NO CLUBE DE AUTORES "Serena" novo trabalho psicografado por Anna Pon  Transmitido pelos espíritos Pai Inácio e Shàa Já à venda no Clube e nas melhores …

Serena - Lançamento do Clube de Autores - Obra psicografada por Anna Ponzetta

Imagem
Serena é um romance mediúnico que conta a estória de uma jovem portuguesa em terras brasileiras.Vítima de um naufrágio, no qual perdeu toda a sua família, Serena encontra ajuda inesperada para seguir vivendo e principalmente se fortalecendo numa terra absolutamente desconhecida.Sem família ou amigos, Serena passa a viver da solidariedade alheia e recebe, para sua surpresa, auxílio espiritual para vencer os inúmeros desafios que vão surgindo ao longo de sua vida no Brasil.Ela descobre muito sobre si mesma vivendo independente. Sua força de trabalho, capacidade para sobreviver e se relacionar foram algumas de suas descobertas, porém, a maior de todas, foi a da mediunidade, dom que a acompanhava sem que jamais tivesse se dado conta.Jovial e simples, Serena é um exemplo de fé e de perseverança que inspira e fortalece a crença na espiritualidade e nas vidas sucessivas.Católica de berço, Serena encontra no Brasil, outras formas de se relacionar com a fé através de amigos espirituais que a c…

Obaluayê e Omulu - Dois estágios de um mesmo Orixá

Imagem
           Obaluayê e Omulu                      Dois estágios de um mesmo Orixá É sincretizado como São Roque na forma de Obaluaiê, o jovem. Na forma mais velha, de Omulú, é sincretizado como São Lázaro.
Omulú é sincretizado com São Lázaro, que é um santo da Igreja Católica, protetor contra a peste e padroeiro dos inválidos e cirurgiões. A sua popularidade, devido à intercessão contra a peste, é grande sendo protetor de múltiplas comunidades em todo o mundo católico e padroeiro de diversas profissões ligadas à medicina e ao tratamento de animais especialmente aos cães.
O Culto a Omolú/Obaluaiê Tem como emblema o Xaxará (Sàsàrà), espécie de cetro de mão, feito de nervuras da palha do dendezeiro, enfeitado com búzios e contas, em que ele capta das casas e das pessoas as energias negativas, bem como “varre” as doenças, impurezas e males sobrenaturais. Esta representação nos mostra sua ligação a terra.

Fanatismo não combina com Umbanda

Imagem
Fanatismo não combina com Umbanda
Tornar-se fanático é substituir o Divino, o essencial, pelo transitório. É se perder no caminho da fé porque já não crê mais em Deus e sim naquilo que Ele pode lhe dar.
O fanático estreita a visão e apenas enxerga o que quer. Não explora possibilidades, engessa o pensamento e nele se fecha até sufocar ou causar danos a quem com ele convive. É hábil em tentar ganhar simpatizantes, porém, seu discurso, pouco provido de fundamento, se perde, se isola em dogmas e preconceitos.
O fanático pensa que a religião dele é a melhor e única.
O fanatismo religioso é a fé que adoeceu porque vê apenas a parte material das coisas negligenciando o Sagrado, o Divino que a todos acolhe. Pretende, com sua fé frágil, salvar a todos a partir de suas crenças.
O fanático se apega a dogmas, tabus, se reveste de falsa santidade. Seu moralismo pode gerar ódio, pois, dessa forma, abandona a luz sagrada do amor que a tudo compreende sem compactuar com o erro, com o desvio da fé verdade…

Pós morte e funeral na Umbanda

Imagem
 Pós morte e funeral na Umbanda 

Dia 02 de novembro é o dia dos mortos ou finados. A data é muito importante para os cristãos e nós, Umbandistas, de alguma forma, inserimos essa tradição não em nossos ritos, ou algo semelhante à Igreja Católica, mas, sim, louvamos o Orixá Omulu, senhor da morte e das transições.
Apesar de apegados à vida, como qualquer outra pessoa em sua crença, reverenciamos ou cultuamos, em alguns casos, uma divindade regente da Morte (rupturas-passagens-transições), pois acreditamos na necessidade de compreensão desses aspectos da vida.
Como Umbandistas, acreditamos que a morte não é o fim da vida e sim encerramento de um ciclo, ou, jornada, onde a regência do Orixá Omulu atua. Cremos ainda que cada um é direcionado à esfera espiritual condizente com seu estado emocional e espiritual, ou seja, conforme tenha vivido a experiencia encarnada.
Somos atraídos à locais bons ou ruins, conforme a vibração que alimentamos enquanto encarnados. Nós morremos para a matéria e renas…

Drogas e Espírito

Imagem
Visão espírita sobre a influência das drogas no nosso espírito.Lembrando que, os ensinamentos espíritas, por vezes, são enérgicos com tendências às antigas punições do catolicismo. 
Deve-se extrair apenas o bom sumo, sem os exageros, refletir sobre o que a espiritualidade diz e, a partir daí concluir. 
Anna Pon 
ALÉM DOS DANOS FÍSICOS, CAUSADOS PELAS DROGAS, HÁ TAMBÉM DANOS ESPIRITUAIS? 
Em muito maior escala.  O corpo humano é um maravilhoso empréstimo da Vida, para a vida.  Qualquer excesso, qualquer abuso, qualquer uso indevido, repercutirá na consciência, alertando quanto aos prejuízos. Isso é válido para qualquer desregramento. Tudo o que contraria o equilíbrio somático desajusta a harmonia do trinômio: corpo/perispírito/espírito.  Tais desajustes começam por provocar doenças no corpo físico e terminam por carrear inenarráveis tormentos espirituais.  Alerta-nos o Espírito André Luiz, em "Evolução em dois mundos", Ed.FEB, Cap. XX -"Invasão Microbiana" que "as depr…

Você estava preparado? (Pandemia 2020 e a espiritualidade)

Imagem
Você estava preparado?
O ano é 2020 e mal havia começado quando da China nos chega a noticia sobre um vírus altamente contagioso e desconhecido.
Vimos pela televisão e pelas redes sociais, que o vírus se espalhava com velocidade por todo o mundo a nenhum país poupando.
Logo as mortes foram noticiadas em números alarmantes preocupando a todos e exigindo dos governos e dos Órgãos de Saúde, através do mundo, medidas emergenciais para controle de sua propagação.
Desconhecido, portanto, sem medicação ou vacina para conte-lo, ou para proteger as pessoas de sua ação, muitas vezes letal, o vírus se espalhou, matou muita gente, adoeceu a muitos também e obrigou a todos a seguirem normas de prevenção de contágio.
A prevenção indicada, a principio, foi a de isolamento e distanciamento social, fechamento do comércio, igrejas e templos, a fim de evitar aglomerações.
No começo todas as recomendações foram seguidas, mas, passado pouco tempo, logo empresários, comerciantes e alguns lideres religiosos, aves…