Postagens

Mostrando postagens de 2020

Retrospectiva 2020

Imagem
Olá prá você que acompanha meu trabalho aqui no blog e no facebook! Segue abaixo um vídeo simples com momentos especiais da página nesse ano de 2020 que foi um ano complicado, difícil de lidar para todos no mundo inteiro. Quando nos despedimos de 2019, não imaginamos que 2020 seria assim, tão melancólico, assustador, desafiador, não estávamos preparados para enfrentar um vírus tão agressivo que se propaga com tanta facilidade. Muitos de nós nos sentimos a deriva, sem saber o que e como fazer porque o poder público e até mesmo os profissionais de saúde, não sabiam como lidar com a situação e com o vírus. Perdemos a liberdade e até mesmo o ar que respiramos, parece que ficou mais denso e difícil de conseguir porque o medo é um sentimento que rouba a nossa capacidade de respirar. Muitos planos foram adiados, muita gente chorou a perda de entes queridos, de amigos, suspendemos nossas rotinas, nos afastamos fisicamente e nos aproximamos virtualmente e cada um fez o que pode, como pode. Foi

Tabu e preconceito com EXU

Imagem
Tabu e preconceito com EXU  Por Alexandre Cumino  Antes mesmo de desenvolver, os médiuns que nunca incorporaram, ouvem várias historias de como deve ser a manifestação de seu exu, assim incutindo preconceito no médium que já possui um certo receio decorrente do “mito” criado por praticantes da nossa religião.  Cria-se um tabu a respeito de como deve ser o comportamento da Entidade: ele não deve rosnar, não deve babar, não deve fumar, não deve beber, não deve ser muito torto mas também não pode ser ereto, não pode ser mau educado, nem falar palavrão e se não corresponder as expectativas não é entidade de lei!!! Será mesmo?  Uma vez um preto velho me disse:  “Filho, os Guias são como são , e não como o cavalo quer que ele seja”.  Acontece de o exu precisar fumar um cigarrinho, beber um ou dois dedinhos de pinga, para baixar a vibração do médium . Em alguns casos isso resolve problemas como exus que mal conseguem se manifestar através da incorporação, e por um problema de sintonia só baba

Carta a Seu Zé Pelintra

Imagem
  Eh! Seu Zé! Como é bonito ver o povo chamando pelo senhor e recebendo sua benção e proteção!  Sua presença é marcante, sua luz inspira alegria, fortalece a fé do povo! Levanta poeira quando chega porque ele é Zé Pelintra e se o assunto for polêmico, brilha ainda mais sua sabedoria, é jogo de cintura, é malandragem que ajeita tudo e traz harmonia. É bonito seu panamá, bonito é o povo usando seu chapéu que é ferramenta de trabalho, bem colocado na cabeça, organiza pensamentos e desconstrói certezas ampliando horizontes de possibilidades. Ele é Zé Pelintra, padrinho de tanta gente que nunca abandona o povo. Está sempre ao lado de quem tem fome de pão e de saber, luta pela justiça e pelo povo trabalhador, pela mulher sem recursos cheia de bocas para alimentar, pelo homem cansado de tanto dar duro e não ter um teto para morar. Por toda a gente luta seu Zé, para ele não existe preconceito ou discriminação. É tão bonito ver o povo lhe chamar! E é tão lindo quando sua resposta chega alegrand

Velas e seus poderes

Imagem
  O fogo foi, sem dúvida, uma das maiores descobertas do ser humano. A vida mudou muito a partir de então e coisas fantásticas foram possíveis a medida que o homem passou a controlar o elemento, usando-o em seu favor.  Além dos benefícios práticos, como aquecer e cozinhar, por exemplo, o fogo passou a simbolizar a luz. A partir da descoberta do fogo a luz "derrotou" a escuridão passando a simbolizar a vitória do bem sobre o mal, a transmutação e a purificação. Nos dias de hoje ainda existem rituais mágicos (magias), nos quais o fogo é o elemento que aquece, mas, ao mesmo tempo, consome. Purifica e modifica ou esgota tudo o que não sirva mais, como maus hábitos. O fogo simboliza ainda, o divino em nós, a centelha Divina presente em todos os seres humanos. É um elemento físico, com força e energia física, mas, é  igualmente força espiritual que purifica e nos faz evoluir. Rituais de purificação, entre outros, com fogo, são anteriores às religiões que se valem desse elemento em

As pedras e os Orixás

 

Xamãs

Imagem
Olá! Como é bela a simplicidade e quanta sabedoria há entre os povos mais simples desse nosso Brasil! O mito está entre eles, o herói forma Xamãs através das histórias contadas e repassadas oralmente de geração a geração. Perfeitamente integrado à natureza, o povo indígena segue vivendo malgrado a loucura das grandes cidades que os cercam e sufocam, de alguma forma. É muito triste saber que esse povo sofre a ação do homem branco que, desconectado de sua essência, nada nem a ninguém respeita. Pensar que o Xamã, que cura seu povo, sofre a ameaça dos venenos espalhados pelo homem branco através do mau uso dos recursos naturais é lamentável e desrespeitoso. O Xamã é o médium da natureza e sua conexão com os animais é pura, coisa de espírito altamente iluminado. Os relatos dos Xamãs me remetem à lembrança ainda muita viva, de um "sonho" que tive a algum tempo. Não sou Xamã, porém quem sabe, em outra experiência, eu talvez tenha estabelecido algum contato com a p

Pandemia 2020 no meio Umbandista

Imagem
Estamos vivendo um momento difícil, complicado. Em todos os sentidos este momento não está sendo fácil. São muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo, mas, a pior delas, na minha opinião, é a pandemia. Não acredito que esse período, difícil , de incertezas, possa modificar alguém, talvez traga à tona a essência , mas, mudar, de uma hora para outra, inserido em  tamanha dificuldade, não creio seja possível, por essa razão escrevo uma reflexão sobre o período Pandemia 2020 no meio Umbandista, meio esse do qual faço parte.  Quem é Umbandista sabe que a religião é, essencialmente, de contato. É tudo muito próximo, caloroso, o contato físico faz parte, os rituais são realizados com proximidade e o compartilhamento, de alimentos, por exemplo, também faz parte de toda a dinâmica de uma gira, seja aberta ao público ou não e a pandemia veio nos impondo o afastamento, a suspensão de nossas atividades em grupo. Para alguns caiu como uma "bomba", para outros, necessidade de resignação, al

Homenagem à Omulu 2020 - Casa do Vô Benedito/Curimba da Casa do Vô

 

Gira de Praia 2019 (Matinhos-PR) Casa do Vô Benedito

 

Homenagem à Aparecida

 

Homenagem a Xangô (vídeo Junho/2019) Casa do Vô Benedito

 

Gira de Mata da Casa do Vô Benedito em Morretes-PR (vídeo 2019)

 

Sobre este blog (Blog da Anna Pon) vídeo

 

Abraços ( Ritual de Cruzamento de Pais Pequenos) Casa do Vô Benedito 08.12.2018

 

Cruzamento de Pais Pequenos da Casa do Vô Benedito (08.12.2018) Vídeo

 

Cruzamento de Capitães - Casa do Vô Benedito 2018 (vídeo)

 

Fundação da Umbanda (vídeo)

 

Gira de Mata 2018 Casa do Vô Benedito

 

Meus momentos na Casa do Vô

 

Vídeo de Lançamento da obra "Serena"

Imagem
Sinopse Serena é um romance mediúnico que conta a estória de uma jovem portuguesa em terras brasileiras. Vítima de um naufrágio, no qual perdeu toda a sua família, Serena encontra ajuda inesperada para seguir vivendo e principalmente se fortalecendo numa terra absolutamente desconhecida. Sem família ou amigos, Serena passa a viver da solidariedade alheia e recebe, para sua surpresa, auxílio espiritual para vencer os inúmeros desafios que vão surgindo ao longo de sua vida no Brasil. Ela descobre muito sobre si mesma vivendo independente. Sua força de trabalho, capacidade para sobreviver e se relacionar foram algumas de suas descobertas, porém, a maior de todas, foi a da mediunidade, dom que a acompanhava sem que jamais tivesse se dado conta. Jovial e simples, Serena é um exemplo de fé e de perseverança que inspira e fortalece a crença na espiritualidade e nas vidas sucessivas. Católica de berço, Serena encontra no Brasil, outras formas de se relacionar com a fé através de amigos espirit

Quartinhas

Imagem
  AS QUARTINHAS DE BARRO As "quartinhas de barro" são utilizadas na Umbanda nas mais diversas formas: Nos assentamentos vibratórios dos Orixás e nos congás (altares), além de conservarem o Axé do Orixá na ocasião do Amaci (ritual de Umbanda para fortalecimento de tônus mediúnico). São feitas de barro natural e normalmente recarregadas com água limpa ou sumo de ervas. As quartinhas representam vida e criação, elementos vitais ao movimento e distribuição de axé bem como sua conservação. Sua natureza é dinâmica e remete à lembrança que a vida sempre está em movimento, que é preciso renovar sempre e alimentar periodicamente o Axé ou energia. Essa necessidade é tanto individual quanto coletiva, é a ligação/conexão entre a terra e o mundo espiritual, entre nós, médiuns, com os Orixás e Guias Espirituais. Anna Pon Conheça meu trabalho de psicografia literária. Além dos títulos abaixo listados, há ainda os publicados pela Editora do Conhecimento, a saber: "A História de Pai I

Serena - Lançamento do Clube de Autores - Obra psicografada por Anna Ponzetta

Imagem
Clique na imagem para adquirir em epub ou versão física Serena é um romance mediúnico que conta a estória de uma jovem portuguesa em terras brasileiras. Vítima de um naufrágio, no qual perdeu toda a sua família, Serena encontra ajuda inesperada para seguir vivendo e principalmente se fortalecendo numa terra absolutamente desconhecida. Sem família ou amigos, Serena passa a viver da solidariedade alheia e recebe, para sua surpresa, auxílio espiritual para vencer os inúmeros desafios que vão surgindo ao longo de sua vida no Brasil. Ela descobre muito sobre si mesma vivendo independente. Sua força de trabalho, capacidade para sobreviver e se relacionar foram algumas de suas descobertas, porém, a maior de todas, foi a da mediunidade, dom que a acompanhava sem que jamais tivesse se dado conta. Jovial e simples, Serena é um exemplo de fé e de perseverança que inspira e fortalece a crença na espiritualidade e nas vidas sucessivas. Católica de berço, Serena encontra no Brasil, outras

Obaluayê e Omulu - Dois estágios de um mesmo Orixá

Imagem
                   Obaluayê e Omulu - Dois estágios de um mesmo Orixá É sincretizado como São Roque na forma de Obaluaiê, o jovem. Na forma mais velha, de Omulú, é sincretizado como São Lázaro.   Omulú é sincretizado com São Lázaro, que é um santo da Igreja Católica, protetor contra a peste e padroeiro dos inválidos e cirurgiões. A sua popularidade, devido à intercessão contra a peste, é grande sendo protetor de múltiplas comunidades em todo o mundo católico e padroeiro de diversas profissões ligadas à medicina e ao tratamento de animais especialmente aos cães. O Culto a Omolú/Obaluaiê Tem como emblema o Xaxará (Sàsàrà), espécie de cetro de mão, feito de nervuras da palha do dendezeiro, enfeitado com búzios e contas, em que ele capta das casas e das pessoas as energias negativas, bem como “varre” as doenças, impurezas e males sobrenaturais. Esta representação nos mostra sua ligação a terra. Obaluaê quer dizer “Rei e Senhor da terra” sua veste é palha e esconde o segredo da vida e da mo