Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2013

AGANJU é o Orixá da terra inculta, Senhor do Vulcão, o Senhor das Cavernas, O Barqueiro Divino.

Imagem
AGANJU é o Orixá da terra inculta, Senhor do Vulcão, o Senhor das Cavernas, O Barqueiro Divino. Aganju é um doador de força e de saúde. Aganju é o transportador da carga (os ombros e as costas pertencem a Aganju) é o defensor dos menos favorecidos, oprimidos e escravizados.  Há quem diga que Aganju não é um Orisa, mas sim uma força de vida que supera os obstáculos e faz o impossível. Aganju fornece acesso ao reino do desconhecido, as profundezas do qual o mundo foi e é criado, (Okun, “A obscuridade”, o reino de Olokun).  Aganju é o governante que proporciona acesso a todas as áreas inexploradas, inacessíveis.  Aganju é o governante que proporciona acesso a climas hostis e potencialmente hostil à existência humana deserto, floresta, Ártico, Antártico, a altura das montanhas, grutas, cavernas, abismos, minas, etc.  Aganju pode ser traduzido como: Agan = estéril, ju = deserto, ou mais precisamente como: local desconhecido, inexplorado, desabitado. Todos os lugares

ANIMISMO E MISTIFICAÇÃO

ANIMISMO E MISTIFICAÇÃO Animismo e mistificação são aspectos da mediunidade que são facilmente confundidos quando estudados ou mesmo vividos, apesar de animismo significar interferência na mediunidade. Mesmo assim precisamos separar o joio do trigo, para que médiuns de boa índole não sejam confundidos com outros, digamos, não tão sérios e responsáveis. Animismo vem do latim, anima e significa alma, e é na alma que o homem guarda todas as informações já vividas anteriormente. A mente humana é um grande arquivo e este arquivo pode ser aberto a qualquer momento pelo médium, inclusive quando estiver incorporado. Quando trabalhamos com a mediunidade, mexemos com camadas profundas da mente que normalmente não utilizamos no cotidiano e isso precisa ser esclarecido. O animismo, felizmente, ocorre apenas numa pequena parcela da mediunidade, menos de 10%, e é ele quem dá o colorido a mensagem que o guia está transmitindo quando incorporado, pois na incorporação, invariavelm

DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIENCIA III

   DESPERTAR DE UMA NOVA CONSCIÊNCIA III Numerosos ensinamentos espirituais nos dizem para abandonar o medo e o desejo. Mas, em geral esses métodos espirituais não atingem esse objetivo. Não chegam à verdadeira causa do distúrbio. Medo,cobiça e desejo de poder não são os fatores causais supremos. Tentar ser uma pessoa boa ou melhor parece algo recomendável e evoluído a fazer; ainda assim, não é um empreendimento que alguém consiga realizar com total sucesso, a não ser que ocorra uma mudança em sua consciência. Ninguém se torna bom tentado ser bom, e sim encontrando a bondade que já existe dentro de si mesmo e permitindo que ela sobressaia. No entanto essa qualidade só se distingue quando algo fundamental muda no estado de consciência da pessoa. A maioria das religiões e tradições espirituais compartilha a ideia de que nosso estado mental "normal" é prejudicado por uma imperfeição fundamental. No entanto, além dessa percepção da natureza da condição humana - que podemos