Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2013

IBEJI - ERÊ - CÓSME E DAMIÃO

Imagem
IBEJI - ERÊ - CÓSME E DAMIÃO  Existe uma confusão latente entre o Orixá Ibeji e os Erês. É evidente que há uma relação, mas não se trata da mesma entidade. Ibeji, são divindades gêmeas, sendo costumeiramente sincretizadas aos santos gêmeos católicos Cosme e Damião. Por serem gêmeos, são associados ao princípio da dualidade; por serem crianças, são ligados a tudo que se inicia e brota: a nascente de um rio, o nascimento dos seres humanos, o germinar das plantas, etc. Seus filhos são pessoas com temperamento infantil, jovialmente inconsequente  nunca deixam de ter dentro de si a criança que já foram.  Costumam ser brincalhonas, sorridentes, irrequietas, tudo enfim que se possa associar ao comportamento típico infantil.  Muito dependentes nos relacionamentos amorosos e emocionais em geral, podem então revelar-se teimosamente obstinados e possessivos. Ao mesmo tempo, sua leveza perante a vida se revela no seu eterno rosto de criança e no seu modo ágil de se movimentar, sua dificuldade em p

Aconteceu na casa espírita - obra comentada por Mãe Mônica Caraccio -

Imagem
Olá amigos! Como sempre Mãe Mônica nos agracia com seus belos textos e alertas sempre oportunos. Em todas as casas, onde se pretende praticar a caridade, verdadeira e pura, fatos como abaixo relatados ocorrem. É preciso muita vigilância e fé para que emboscadas como essas, não acabem minando nossos dons tão belos, a nós concedidos pelo Pai a fim de que possamos progredir/evoluir, ajudando nossos irmãos que nos procuram a também encontrarem forças para seguirem progredindo e evoluindo cada vez mais conscientes de suas responsabilidades. O trabalho mediúnico não é tarefa fácil, nem deve ser motivo de orgulho e soberba, mesmo porque é o nosso ego o alvo principal dos obsessores que travam verdadeiras batalhas contra o despertar do ser humano, com o objetivo de manter cativos aqueles que lhes fornecem energia para seus intentos vis. Se estamos ao lado do Cristo Jesus, vigiemos e oremos constantemente, sem com isso oferecermos a outra face em situações que requeiram o vigor de nossa energia

MAGIA DE PEMBA NA UMBANDA

MAGIA DE PEMBA NA UMBANDA Aula do Desenvolvimento Mediúnico Rubens Saraceni – 21 Fevereiro 2013 Na Umbanda, fora a parte doutrinária usada pelos guias para orientar as pessoas durante os passes, tudo mais é magia, feita de uma forma que criou todo um ritual de passe. Dentro deste ritual de passe são usados vários recursos mágicos através dos elementos manipulados pelos guias. Entre estes elementos temos os líquidos, seja a água, ervas maceradas na água e algumas bebidas, sendo que, o que sabemos sobre o que eles fazem com esses elementos ainda é muito pouco, mas o que importa para nós é que funcionam, realizando poderosas descargas energéticas nas pessoas necessitadas. Também temos o uso de cigarros, charutos, cachimbos e até defumadores que são usados pelos guias para purificação, tanto de ambientes quanto de pessoas, porque as essências liberadas por eles nas suas queimas são dissolvedoras de condensações energéticas negativas e são diluidoras e dissipadoras de larvas astrais, mias

Os Boiadeiros na Umbanda

Imagem
Linha dos Boiadeiros Os espíritos que se manifestam na Umbanda na Linha dos Boiadeiros são aguerridos, valorosos, sisudos, de poucas palavras, mas de muitas ações. Apresentam-se como espíritos que encarnaram, em algum momento, como tocadores de boiada, vaqueiros, pastoreadores etc. Os seus pontos cantados sempre aludem a bois e boiadas, a campos e viagens, a ventanias e tempestades. O laço e o chicote são seus instrumentos magísticos de trabalhos espirituais. Eventualmente usam colares de sementes ou de pedras. O Arquétipo da Linha de Boiadeiros é a figura mítica do peão sertanejo, do tocador de gado, enfim, dos homens que viveram na lida do campo e dos animais e que desenvolveram muita força e habilidade para lidar contra as intempéries e as adversidades. É um Arquétipo forte, impositivo, vigoroso, valente e destemido. Representa a natureza desbravadora, romântica, simples e persistente do homem do sertão, também chamado de caboclo sertanejo. Lembra os vaqueiros, boiadeiros, laçad

Mensagem do Caboclo Tupinambá - Linha dos Caboclos

Imagem
LINHA E ARQUÉTIPO DOS CABOCLOS Ditado por Sr. Caboclo Tupinambá (este texto é parte do material teórico de apoio ao curso on-line ARQUÉTIPOS DA UMBANDA) Num tempo distante, milenar, habitou nas terras sagradas deste Brasil exuberante um povo até hoje mal compreendido, interpretado pela vã concepção daqueles que aportaram nesta terra com o único interesse de consumir e apoderar-se da riqueza natural até então existente tão bem tratada por milênios pelo povo anônimo que era parte da fauna e da flora, que não se dissociava do meio que vivia, pois entendia que era parte do todo e sendo assim devia reverências e preservação. Este povo colhia somente o necessário para o alimento, caçava para o alimento e também era caçado na forma de alimento, um ecossistema perfeito, natural. Dotados de inteligência, pois esta é a condição humana, ainda que se movimentassem mais pela intuição e instinto, sabiam pela razão que não poderiam esgotar a vida por onde passassem, sendo assim quando uma