Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2014

Umbanda - Catimbó e Jurema - Ervas de poder – Seu Zé Pelintra -

Imagem
Umbanda - Catimbó e Jurema -  Ervas de poder – Seu Zé Pelintra  A Umbanda o que é? É preciso entender para não misturar e compreender, assimilar, só mesmo estudando e finalmente concluindo. É certo que a Umbanda tem semelhanças com outros cultos e religiões, como por exemplo, com o Catimbó ou Linha de Mestres da Jurema que também é uma religião brasileira, assim como a Umbanda. O Catimbó nasceu em Pernambuco. Além do Catimbó, existem outras religiões brasileiras como é o caso do Daime. O Catimbó foi influenciado pelas seguintes culturas: Indígena – Europeia – Afro - Apesar das três influências, o Catimbó assumiu um perfil mais ligado ao Catolicismo, da cultura europeia. Ainda da cultura europeia, herda a magia mesclando-a a cultura indígena do Toré que é uma cultura que adota um  ritual com música, dança e transe a partir da presença de uma erva chamada Jurema. A erva da Jurema pode ser classificada em três categorias: branca, vermelha e p

Espiritismo – Candomblé – Umbanda -

Imagem
 Espiritismo – Candomblé – Umbanda - A primeira manifestação do Caboclo das Sete Encruzilhadas aconteceu por intermédio de Zélio F. de Moraes, dentro de um centro Espírita na cidade de Niterói-RJ. A Umbanda, portanto, foi anunciada dentro de um centro Espírita Ka rdecista e, entre Umbanda e Espiritismo existem algumas curiosidades como, por exemplo, a questão dos Guardiões, Exus, para nós que somos Umbandistas. Essas entidades são mencionadas na obra de Chico Xavier como guardiões das casas Espíritas, ou seja, entidades espirituais que zelam pela proteção da casa.  Outra curiosidade entre a Doutrina e a Religião de Umbanda é a questão do sexo.   A Doutrina nos diz que ora o espírito encarna como homem, ora como mulher. Rubens Saraceni lança um novo olhar nessa questão, lança seu olhar Umbandista e nos diz que o espírito, em sua natureza, ou essência, pode ser mais ou menos passivo ou ativo tanto na natureza feminina quanto masculina e que aquele que tem uma natureza

Conceito de pecado e carma sob a ótica de uma Umbandista

Imagem
Conceito de pecado e carma sob a ótica de uma Umbandista Sabemos que a Umbanda sofreu influências de muitas religiões, dentre elas, o Catolicismo e o Espiritismo. Tal influência deixou seu legado, como por exemplo, os conceitos de pecado (Catolicismo) e Carma (Espiritismo ). A proposta da Umbanda, a meu ver é outra, ela liberta do pecado e suaviza o carma, ao mesmo tempo convoca seus adeptos a autoanalise e responsabilidade levando o ser a refletir acerca das consequências de seus atos dentro e fora de seus lares. A ninguém a Umbanda condena ou lança às chamas do fogo eterno, antes sim propõe a renovação do ser humano a partir do despertar de sua consciência e encaminha essa nova consciência, a uma nova etapa de vida, onde valores como o respeito ao Sagrado e ao outro são os pilares nos quais se sustenta. Na Umbanda, o conceito de carma, na minha forma de pensar, é relativo, pois a ninguém obriga, ou induz à obrigação, de aceitar com mansidão o jugo que não lhe perte

UMBANDA E ESPIRITISMO NO BRASIL

Imagem
UMBANDA E ESPIRITISMO NO BRASIL O Espiritismo no Brasil é religioso, por isso foi aceito com rapidez e muito respeito. Algumas pessoas colaboraram para que a Doutrina dos Espíritos fosse bem aceita e respeitada aqui em terras brasileiras. Dr. Bezerra de Menezes é uma dessas pessoas. Espírita, médico, atuante político, foi Presidente da Federação Espírita do Brasil exercendo forte influência no meio Espírita e colaborando com a consolidação definitiva do Espiritismo Brasileiro. Dr. Bezerra de Menezes foi e é muito respeitado, inclusive no meio Umbandista onde é considerado chefe de falange dos “Médicos do Astral”, liderando amplo trabalho de cura em parceria com outras linhas. Dr. Bezerra formatou o Espiritismo no Brasil. Além dele, podemos citar Edgard Armond que criou o modelo do passe espírita amplamente utilizado no meio. Edgard Armond é o autor da obra “Os Exilados de Capela”, livro influenciado pela obra de outro grande espírita, Chico Xavier. C