Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2011

Ataque espiritual

Imagem
Ataque espiritual sutil em minha casa Escrito por Luiz Roberto Mattos 09-Jun-2011 Fonte Revista Cristã de Espiritismo Há pouco tempo atrás, coisa de no máximo dois meses, estava deitado na minha cama, com minha esposa, de noite, quando de repente ela disse que estava com seu lado direito do corpo todo paralisado. Como isso já havia acontecido antes muitas vezes, sabia que havia aproximação espiritual que não era boa, pois ela é médium de psicofonia (incorporação) inconsciente. Disse que iria aplicar-lhe um passe, e então me levantei e dei a volta na cama, e apliquei o passe, estando ela deitada mesmo. Terminado o passe, voltei para o meu lado da cama e me deitei, de barriga para cima. Rapidamente saí do corpo, sem estar pensando nisso, e sem planejar, me levantei, percebendo de imediato que do lado da cama, meu lado esquerdo, havia um arquivo do tipo daqueles antigos, de ferro, com gavetões imensos e pesados, e havia um homem moreno e de cabeça raspada deitado em cima do arquivo

Encontre o Caminho

Imagem
Encontre o Caminho Basicamente, o ser humano tem, ao renascer na Terra, duas opções, dois caminhos a seguir em sua existência, são eles o bem e o mal. Tanto o bem, quanto o mal, têm seus atalhos e pontos neutros, significa dizer que, às vezes, o ser humano não escolhe apenas se imobiliza num desses pontos neutros que nada acrescentam à sua evolução. Os atalhos que os dois caminhos oferecem são as ilusões. Ninguém pode fazer mal a outro alguém justificando fazê-lo pelo seu bem; e ninguém pode fazer bem a outro alguém se esse bem mascarar uma segunda intenção ou tolher do outro a oportunidade de buscar, por si só, as soluções para os seus problemas. Esses atalhos são perigosos e iludem com facilidade. Muitas vezes, os seres humanos preferem viver iludidos para não terem de se encontrarem, face a face, consigo mesmos, com sua real situação diante da vida. A preferência pelos atalhos é arriscada, causa frustração, desespero, desânimo, tudo isso por conta de uma escolha cega e

Novo Ângulo (Psicografia de Anna Pon pelo espírito Shàa)

Imagem
Novo Ângulo (Psicografia de Anna Pon pelo espírito Shàa) Na pressa do dia a dia, coisas, lugares e situações passam facilmente despercebidas. A pessoa normalmente, envolta em seus pensamentos, não percebe as mudanças à sua volta e os detalhes do caminho que percorre diariamente. A pressa não permite a observação e o pensamento, voltado às obrigações e tarefas, não deixa espaço para que a mente relaxe. Temos ai uma das tantas causas do estresse, doença da mente que afeta a alma e a vida de milhões de pessoas. Se, ao invés de ceder aos estímulos da pressa e das pressões cotidianas, a pessoa, ao menos por alguns minutos, poucos, olhasse a sua volta, se espantaria com as mudanças ocorridas no caminho que percorre há tempos. Perceberia, então, uma nova construção já em fase de acabamento, por exemplo, ou talvez, com um pouco mais de boa vontade, perceberia como são belas as arvores e as mudanças que sofrem a cada estação. Cada dia é um novo dia e, cada dia é uma nova oportunidade de ver

Sacerdócio de Umbanda

Imagem
Sacerdócio de Umbanda Observando a forma como surgem os centros de Umbanda e conversando com muitas pessoas que dirigem seus centros, cheguei a algumas conclusões aqui expostas e que, espero, não despertem reações negativas mas sim levem todos à reflexão. Só isto é o que desejo, e nada mais.  Todos os dirigentes com os quais conversei foram unânimes em vários pontos: a) foram solicitados pelos seus guias espirituais para que abrissem suas casas. b) todos relutaram em assumir responsabilidade tão grande. c) todos, de início, se sentiam inseguros e não se achavam preparados para tanto. d) todos só assumiram missão tão espinhosa após seus guias afiançarem-lhes que tinham essa missão e que teriam todo o apoio do astral para levá-la adiante e ajudarem muitas pessoas. e) todos sentiam então que lhes faltava uma preparação adequada para poderem fazer um bom trabalho como dirigente espiritual. f) todos confiavam nos seus guias espirituais e no magnífico trabalho que eles r

A Mediunidade de Santo Antônio

Imagem
A Mediunidade de Santo  Antônio Hoje é Dia de Santo Antônio e, ao navegar pela Net, em busca de boas informações para compartilhar com vocês sobre essa grande e iluminada pessoa que foi Santo Antônio, me deparei com parte de sua história, mais especificamente com um bom texto que relata alguns de seus milagres. Ao ler tal relato, pensei: " Que grande médium foi Santo Antônio!" Interessante é a maneira que cada religião tem de ver as coisas! Para os espiritualistas e espíritas Santo Antônio foi, em vida, médium dos mais incontestáveis, já para os católicos Santo que operava milagres. Na verdade muda-se somente o nome, porém, os fatos jamais. De forma linda e pelo poder que só o amor confere às criaturas humanas, ele falou aos peixes que o ouviram, salvou seu pai da morte desdobrando-se até o local onde o mesmo fora condenado injustamente fazendo voltar à vida, por alguns instantes, a vítima que confessou a inocência de seu pai que logo após foi libertado e salvo da forca que s