Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2019

VIBRAÇÃO DE EXU

Imagem
VIBRAÇÃO DE EXU  Entrevista do Professor Rubens Saraceni à Revista Espiritual de Umbanda, Edição Especial 1, ano I, Editora Escala  “Exu é o Guardião das Passagens e Porteiras que existem em nosso mundo visível, protegendo, para que não adentrem em nosso ambiente as influências negativas.  Sua característica mais marcante é a de transmissor da fertilidade e da fecundação. Caminha no tempo e espaço com tranquilidade, abrindo nossos caminhos. Difícil falar de Exu sem comentar a controvertida face do mal que se formou no imaginário popular.  Outro ponto bastante discutível é se ele é um Orixá ou apenas mais uma Entidade representativa do ser humano. Mas Exu é muito mais que isso; tanto pode se apresentar no mundo visível que conhecemos, como também no mundo dos Orixás, Entidades e Espíritos dos Mortos.  Exus são Entidades muito poderosas, mas qualquer um que se utilize de sua vibração deve tomar sempre muito cuidado para não causar um desequilíbrio energético. Ele é o men

A Demonização de Exu Dentro da Umbanda

Imagem
A Demonização de Exu Dentro da Umbanda  Por Alexandre Cumino  Já é assunto conhecido a “Demonização de Exu” por parte da Cristandade Católica, que fez o mesmo processo com outras várias divindades consideradas pagãs, com destaque para aquelas que fogem do modelo racional/apolíneo, como Pã, Hermes e Dionísio (cultura grega), Fauno (Romano), Cernununos (Celta), Shiva (Hindu) e Aluvaiá, Elegbara, Exu (Afro).  A Igreja construiu um demônio com “retalhos” e paramentos das divindades que tem seu culto na natureza. Até hoje herdamos preconceito decorrente deste fato, no entanto poucos sabem que de dentro da Umbanda também se produziu material colocando e comparando Exu com “diabo”, “demônios” e outras forças e conceitos negativos.  Podemos dizer que Aluízio Fontenele, autor umbandista da década de 1950, tem uma parcela de responsabilidade pelo que podemos chamar de “Demonização de Exu” realizada dentro da Umbanda.  Não sabemos a data exata de publicação de seus títulos, n

Exu atuando no Kardecismo

Imagem
Exu atuando no Kardecismo  Salve amados irmãos é com muita alegria que recebo esta oportunidade para falar de Exu e vou aproveita-la para esclarecer um assunto que me parece polemico: o fato de existir ou não Exu trabalhando junto as correntes kardecistas.  Bem, uma coisa é clara, para todos nós, em sua forma característica, eles não incorporam no kardecismo , isso é fato, mas afinal tem ou não espíritos no grau de “guardiões” a proteger o trabalho Kardecista ? para que cada um julgue e considere segundo suas concepções do que é um Exu , vou me limitar apenas a transcrever alguns trechos de livros da série "Nosso Lar" de André Luiz , psicografado por Chico Xavier:  * De súbito, um companheiro de alto porte e rude aspecto apareceu e saudou-nos da diminuta cancela , que nos separava do limiar, abrindo-nos passagem. Silas no-lo apresentou, alegremente. Era Orzil, um dos guardas da mansão, em serviço nas sombras. A breves instantes , achávamo-nos na intimidade de pous

Conversando sobre Exu

Imagem
Conversando sobre Exu  Por Fernando Sepe  Dizem que Exu é um homem sério, castigador, espírito sem compaixão alguma.  Muitos falam que nem mesmo sentimento essas entidades apresentam.  Muitos temem Exu, relacionando–o com o Diabo ou com algum monstro cavernoso que a mente humana é capaz de criar. Bem, dia desses, no campo santo de meu pai Omolu, vi algo inusitado que me fez pensar...  Um desses Exus Caveiras, que apresentam essa forma plasmada como meio de ligação a falange pertencente, chorava sobre um túmulo. Discretamente, isso devo dizer, afinal os Caveiras em sua maioria são de natureza recatada e introspectiva, mas chorava sim.  Engraçado pensar nessa situação, não é mesmo? Ele chorava pelos erros do passado, chorava por uma pessoa a qual amava muito, mas não mais perto dele estava. Claro, sabia que ninguém morria, mas a saudade e o remorso apertavam fundo seu coração.  Isso acontece muito no plano espiritual, onde muitas vezes os laços são quebrados de

OS GUARDIÕES INCOMPREENDIDOS

Imagem
OS GUARDIÕES INCOMPREENDIDOS   Por Douglas Fersan  Provavelmente uma das manifestações divinas mais difíceis de entender é a dualidade. O pensamento ocidental, maniqueísta, calcado em valores devidamente distorcidos de acordo com interesses políticos e econômicos ao longo da História, estabeleceu um padrão de pensamento em que existem duas forças antagônicas: o bem e o mal, sempre em constante batalha pelo domínio do mundo e da alma de seus habitantes.  Assim, tudo que não segue a ética e a moral ocidental cristã é imediatamente associado à sua antítese: as forças maléficas regidas por seres do mal, chamados de demônios. Esse tipo de pensamento traz em si um paradoxo, já que o próprio livro sagrado do cristianismo afirma que Deus é onipresente. Estando em todas as partes, Deus estaria também nas regiões trevosas da espiritualidade – regiões que muitos tomaram por costume chamar de inferno. Então Deus estaria no inferno? Parece uma heresia total fazer tal afirmação, mas sendo