O Seu Papel - Mensagem do Mentor Indiano Shàa -



O seu papel

Salve filhos de Deus!

O planeta se prepara para um novo tempo, um novo ciclo. Todos os que a Terra habitam, já começam a sentir os sinais desses novos tempos. Alguns temem, outros compreendem e grande parte não liga ao fato importância alguma.

Vamos falar um pouco, dentro deste contexto, sobre as religiões nesses tempos de transição/mudança.

O novo ciclo requer revisão de conceitos, de posturas e de entendimento. Não bastará mais a fé cega, porém, muitos ainda nessa fé, sem raciocínio, se escorarão pelo simples fato de não estarem prontos para acompanhar as mudanças, mas, de qualquer forma, mesmo sem atinarem sobre o real sentido da fé que os move, serão arrastados pela corrente da evolução.

Hoje convidamos os fiéis de todas as crenças, a analisarem o verdadeiro significado da fé e da religião em seus corações e vidas.

Não basta mais que a boca fale sem que o coração sinta, pois as máscaras não mais se sustentarão no novo ciclo e nos novos tempos que já estão ai, diante de todos.

É necessário que cada um tome em suas mãos, as rédeas de seu progresso e evolução, para que então se una em comunhão de ideais com os outros para que, posteriormente, pulsem e vibrem não só à Terra, mas ao Universo, a compreensão clara que todos, juntos, são coautores da criação Divina e parte do Pai Eterno em sua mais profunda essência.

Juntos para curar, renovar, aprender, compartilhar. Juntos para um novo planeta e para um novo tempo onde não mais se tolerará a dor e o sofrimento frutos amargos da persistência no mal.

Novas posturas diante da vida e da religião são inevitavelmente necessárias agora, nesse momento, mas não apenas isso, novas maneiras de interagir com a sociedade e com os recursos naturais que sustentam a vida são itens de extrema urgência para que todos acompanhem as mudanças sem chocar-se com elas e para que colaborem com a criação, mesmo porque a divida do homem, nesse sentido, é muito grande.

O novo tempo, assim como o novo planeta, exigirá de cada um, compromisso consigo mesmo, a honestidade necessária para que cada um cumpra o seu papel de acordo com o seu coração e a sua razão. Isso significa meditar sobre si mesmo, sobre como colabora com a vida a sua volta, sobre o que realmente espera da religião e sobre como entende o seu papel nesse mecanismo todo.

Para ajudar é necessário que antes se veja por dentro, o homem,  para depois estar apto a exteriorizar o seu aprendizado de forma tal que seja útil a sua colaboração aos outros e ao meio.

Não mais bastará ao ser humano, nesse novo tempo, comparecer ao templo e não estar realmente ali, entendendo o seu papel seja ele qual for. Não mais bastarão os rituais, mas sim compreender a razão pela qual são feitos e o que realmente significam para cada um que os realiza e para aqueles que, de alguma forma, são beneficiados pelos mesmos.

Conhecimentos não compartilhados perderão sua utilidade, mesmo porque os espíritos que aqui estão encarnados e os que estão voltando, têm conhecimento suficiente para promover as mudanças necessárias em todos os sentidos na Terra.

Não mais bastará ao homem a prece, mas conhecer o alcance de sua mente quando se coloca em sincera oração diante do Pai Criador. A oração vazia, mecânica, não fala à alma que busca conexão com as esferas Superiores da vida, para tanto, é necessário conhecer o caminho que os leva até lá. Só através do autoconhecimento e da sinceridade consigo mesmo será possível encontrar esse caminho que muitos buscam fora de si mesmos.

O seu papel é muito importante mesmo que você o despreze ou não lhe dê o valor devido.

Como ser único e parte da consciência mais poderosa que existe chamada Deus, você desempenha importante papel no mecanismo da vida e é colaborador direto do Pai mesmo que ainda não tenha compreendido isso.

Seja honesto com você, valorize seu tempo, busque conhecer a sua intimidade e as razões pelas quais escolheu a religião na qual compartilha sua fé nesse momento de sua existência.

Conheça para que aprenda a caminhar e a colaborar de forma eficaz consigo mesmo, com a espiritualidade e com o Pai.

Grandes surpresas estão reservadas àqueles que assim procederem, pois, perceberão, sem demora, quanto tempo desperdiçaram buscando do lado de fora o que sempre esteve disponível dentro de si mesmos.

Muita Paz!
Shàa – Anna Pon
27.10.2011


Olá, sou Anna Pon, autora deste blog. 
Conheça meu trabalho de psicografia literária e seja sempre bem-vindo!  


"Vô Benedito nos Tempos da Escravidão" novo trabalho psicografado por Anna Pon. 
Transmitido por Vô Benedito (Espírito)
Já à venda no Clube de Autores e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!





"Maria Baiana e a Umbanda"
Uma psicografia de Anna Pon pelo espirito de Maria Baiana
Disponível nos formatos e book e capa comum, já a venda em
Amazon.com





Publicações pela Editora do Conhecimento

"A História de Pai Inácio" https://bit.ly/3tzR486  

"A Cabana de Pai Inácio"  https://bit.ly/3nlUKcv


"Carmem Maria" https://bit.ly/3z0tLp4




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Flores para os Orixás

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô

Firmeza e Assentamento (Umbanda)