ENSINAMENTO BÁSICO - MEDICINA NATIVA






ENSINAMENTO BÁSICO - MEDICINA NATIVA

O ensino básico da medicina nativa é a crença de que o ser humano tem origem cósmica, de que viemos para a Terra para aprendermos em muitas vidas, fazendo a viagem da alma.

Os nativos têm as dádivas psíquicas e as habilidades que são passadas de geração à geração, usando-as com respeito, sabedoria e conhecimento. O conceito que vigora no xamanismo é que ninguém se auto-inicia. A iniciação tem um fundamento nas bênçãos recebidas pelos instrutores que nos passam essa "autorização espiritual" para conduzirmos cerimônias. Isso é honrar o conhecimento e não usurpar, e nem banalizar o processo de iniciação espiritual.

Perante a sociedade atual em que vivemos é a mesma coisa. Não basta termos conhecimentos médicos. Se a sociedade não nos dá um diploma não podemos exercer a medicina. Não basta termos conhecimento sobre as emoções, se não recebermos um diploma, ou melhor, se não nos formarmos, poderemos ser conselheiros, mas não psicólogos. Tudo que é sério requer um ritual de passagem. Muitos buscadores percebem um pequeno FLASH de luz, achando que já estão iluminados, e depois percebem, com ocorrências na sua própria vida, o que é ilusão do poder.

As tradições, as escolas iniciáticas, as religiões, as organizações, garantem que o trabalho do ego esteja dentro de uma unidade. Ou seja, não vai da cabeça de cada um que já se acha pronto, e sim após, passo a passo, após uma busca incansável e dedicação, obter a legitimidade dos seus instrutores, o conhecimento essencial para ser compartilhado, e a confiança na continuidade do trabalho espiritual. É assim nas Escolas Iniciáticas, nas artes marciais, nas escolas de formação educacional, nos esportes, na vida profissional.... Que ninguém se engane disso ! Alguns Mestres Espirituais já vieram prontos como Jesus, Buda, Lao Tsé....mas quantos podem se comparar ?Não é verdade ? A quem estamos servindo, realmente? A que leis obedecemos? De onde vem o discurso que envergarmos?

A Medicina da Terra é derivada de conhecimentos medicinais, passados pelos ancestrais, que são honrados por aqueles que recebem a iniciação. O guichê mais ultrapassado é aquele em que o iniciado tenta "matar " simbolicamente seu iniciador, ao invés de honrá-lo. Isso é enfraquecer a raiz pela qual ele foi formado, uma auto-sabotagem espiritual. O entendimento disso faz com que o discipulado crie conscientemente um movimento de infinidade que traz harmonia no resultado.

Quando percebemos a conexão Universal entre nós, e os que já caminharam sobre a Terra, compreendemos que todas as histórias fazem parte da nossa história. A consciência da conexão é vital ao aprendizado da convivência mútua. Ninguém triunfa sozinho. Todos temos a necessidade de nos conectar com algo fora de nós - com nossos companheiros de caminhada e com algo maior que nós todos. Mas, no Eterno agora, cada um de nós é diferente.

Os nativos explicam que somos uma haste fina e longa de milho com uma única espiga gigante na ponta. Se a cabeça crescer em demasia, a haste não conseguirá sustentá-la. O sistema educacional presta demasiada atenção as cabeças e nenhuma atenção as hastes. Mas, são as hastes que conduzem o espírito à cabeça.O Universo é permeado de inúmeras forças incrivelmente poderosas, que encerram um potencial tanto para o bem, como para o mal. Quando o equilíbrio entre o bem e o mal for perturbado, pessoas adoecem. A saúde mental é o alinhamento satisfatório entre cabeça - boca e coração.

A saúde mental prevalece quando o que expressamos pela boca, corresponde ao que acreditamos no coração e ao que fazemos no dia-a-dia, nosso caráter, o cumprimentos de nossas obrigações, viver a vida sem mentir.

No xamanismo, procuramos aprender com as vozes dos ancestrais, dos velhos, das tradições, das crenças. Esse aprendizado é básico para podermos traçar o mapa de nosso caminho, de acordo com o livre arbítrio.

O "conhecimento" é para todos , mas "sabedoria" é para alguns. Por isso, acho importante a divulgação do conhecimento, pois existe ainda uma minoria que se transforma através dele. É como um garimpo! Entre esses buscadores do conhecimento sempre sai uma pepita de ouro, que vai fazer o mundo mais brilhante. Por essas pepitas vale a pena. E, o coração do verdadeiro iniciado tem que se confortar com isso, pois sempre é a minoria.

Por outro lado existe um outro fenômeno. Algumas pessoas lançam-se à determinadas práticas, sem o devido conhecimento e sem as "bênçãos espirituais" Ou seja, ação sem conhecimento. O que pode ser mais problemático ainda.

Muitos iniciam a caminhada, mas poucos atingem as maiores alturas. E, não está limitada aos grandes sábios e santos, é disponível para todos nós em maior ou menor grau, dependendo da sinceridade com que a empreendemos. Sabedoria xamânica e poder, são sabedoria e e poder da Mãe Terra e, a cada criança da Mãe Terra, é dado um presente, algum poder especial.

O pensamento xamânico não é anarquista, é espiritual, é incondicional. Pois, sabemos que tudo acontece através de uma vontade soberana. E que cada evolução vem ao seu tempo. Não apressamos o rio, aprendermos a desenvolver a tolerância, a paciência. Não mudamos as forças do Universo, aprendemos a viajar nos ventos.

Amor - Paz e Luz !
Léo Artese



Comentários

  1. Muito Edificante a postagem. Parabens!
    Paz e Bençãos do Pai Maior!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Firmeza e Assentamento (Umbanda)