Treva e Luz



 

As trevas se opõem à Luz. Por isso as trevas não são ausência de luz, mas sim algo que desafia a Luz.

Luz e trevas, alto e embaixo, nada foge aos olhos do Criador porque ele está em todos os lugares e se manifesta da mesma forma seja onde for.

Os mecanismos da criação são os mesmos e aplicados igualmente, nós é que os buscamos pela via da dor ou do Amor. 

Desvirtuar os valores da vida provocam a queda (embaixo), mas há amor em todos os lugares e meios. Ama-se, independente de qualquer coisa, mesmo que esse amor esteja doente, ele se manifesta tanto em cima (alto) como embaixo.

O ódio, que é o oposto do amor, é um sentimento doente, perverso, se opõe sempre ao bem e ao amor que liberta, cuida e cura.

Por isso sempre haveremos de lidar com o amor e com o ódio, praticar o bem é muitas vezes uma ação que incomoda aos que odeiam, por isso a treva odeia e a luz ama o bem que praticamos de várias maneiras. 

A treva inverte a ação do bem, a maldiz. No estágio atual da Terra oscilamos entre a luz e a treva porque ainda não evoluímos o suficiente, conservamos o egoísmo, a incompreensão, mascaramos nossos sentimentos.

Nossa convivência social é mista, existem entre nós os dignos da luz e outros que já vivem nas trevas, por isso, sempre que praticamos o bem somos atacados de alguma forma.

Estender a mão ao próximo esperando sua gratidão é uma ilusão e nisso a treva se compraz porque toca em nossa natureza humana egoísta e apegada. O altruísmo é o caminho, praticar o bem simplesmente por amar o bem sem nada esperar, é ai que reside a luz, o despertar para uma nova postura e consciência.

Quem vibra na luz não espera recompensa porque praticar o bem é um grande prazer, a recompensa é o estado de bem-estar, de consciência tranquila que não tem preço nem cobrança.

Quando as trevas nos enganam, somos esclarecidos pela luz.

O mal existe e nos cerca, mas o bem é muito maior. Não há demanda negativa que a força do bem não vença. Se uns nos odeiam, os que nos amam são em maior número porque o bem que realizamos os atrai para o nosso lado e assim também é em caso oposto.

Ninguém pode mais que Deus, nenhuma força é maior que a Dele e o amor de Deus é para todos, para os que o amam e para os que não. Assim é.

Em tudo e em todos está Deus.

Pela lei do amor, Deus irradia virtude e absorve o vicio. O que é Divino é sempre Divino não humano sujeito à oscilações.

O ser humano gera ilusão, ódio, ignorância, injustiça, desordem, involução.

O Criador não gera o negativo, isso fica por conta do humano porque Deus em tudo e em todos está. Cabe a cada um a opção: Luz ou Treva; Vida em abundancia ou sofrimento até que seja tocado pela luz ou definitivamente seja absorvido pela lei Divina e por consequência de sua própria vontade.

Anna Pon

Conheça meu trabalho de psicografia literária. Além dos títulos abaixo listados, há ainda os publicados pela Editora do Conhecimento, a saber:

"A História de Pai Inácio", "A Cabana de Pai Inácio" e "Carmem Maria"

ATENÇÃO: LANÇAMENTO NO CLUBE DE AUTORES

"Vô Benedito nos Tempos da Escravidão" novo trabalho psicografado por Anna Pon. 
Transmitido por Vô Benedito (Espírito)
Já à venda no Clube de Autores e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Serena" trabalho psicografado por Anna Pon 
Transmitido pelos espíritos Pai Inácio e Shàa
À venda no Clube e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Maria Baiana e a Umbanda"
Uma psicografia de Anna Pon pelo espirito de Maria Baiana
Disponível nos formatos e book e capa comum, já a venda em
Amazon.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Firmeza e Assentamento (Umbanda)