Teoria e pratica na Umbanda - por Anna Pon -



A teoria é ótima e a prática sua mais fiel aliada no caminho de quem abraça o trabalho mediúnico.

Teoria e prática são irmãs inseparáveis! Nada vale a teoria sem sua irmã pratica. O conhecimento que não vive a experiencia é vão e a pratica, sem a teoria, é confusa e pode se tornar vazia, sem sentido, pois que lhe falta sempre o tempero.

Vale lembrar que, no caso da Umbanda, aventurar-se em sua pratica, sem teoria, sem conhecimento, sem norte, implica a graves riscos ao aventureiro.

Tudo o que se faz na Umbanda tem fundamento, razão de ser e acontecer.


Quem se arrisca a aplicar a teoria disponível na Internet, sem observar a fidelidade das fontes consultadas, se arrisca ainda mais.

Não basta querer fundar um terreiro, antes e principalmente, o candidato precisa de uma orientação firme de seu guia/mentor, depois precisa se engajar num trabalho/casa, de sua confiança e aprender com o sacerdote e os guias da casa, os fundamentos daquela linha especifica de trabalho, depois, dentro das orientações/conceitos desta mesma casa, precisa estudar, conhecer a si mesmo, os Orixás e guias que porventura com ele venham a trabalhar.

Um trabalho sério, de qualidade, compromisso, leva muito tempo para que se estruture e efetive tanto no plano material quanto no espiritual, portanto, fica ai a reflexão:
Na Umbanda, pise devagar, não queime etapas, não se antecipe aos fatos, não almeje o que não lhe convém. Confie no tempo, em você e na espiritualidade e tudo, no justo tempo, acontecerá.

Quanto à mistura de fundamentos, na minha opinião, causa muita confusão e desgaste desnecessário, portanto, melhor é fazer, de coração, sua escolha e depois começar a caminhar.

Aqui no blog dispomos de bom conteúdo teórico. Todos os textos são cuidadosamente analisados/filtrados para que somente nos chegue aos sentidos, o que de melhor há sobre o assunto e, ainda assim, nunca concordaremos com tudo.

Que possamos seguir estudando/analisando e escolhendo o que for melhor para cada um de nós. Reforço que cada um tem um compromisso/missão/tarefa a cumprir. Começar a compreender a tarefa que a cada um compete é a melhor forma de começar o trabalho na Umbanda.

Bons estudos e muito Axé a todos!

Anna Pon

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Firmeza e Assentamento (Umbanda)

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô