Tabu e preconceito com EXU






Tabu e preconceito com EXU 

Por Alexandre Cumino 

Antes mesmo de desenvolver, os médiuns que nunca incorporaram, ouvem várias historias de como deve ser a manifestação de seu exu, assim incutindo preconceito no médium que já possui um certo receio decorrente do “mito” criado por praticantes da nossa religião. 

Cria-se um tabu a respeito de como deve ser o comportamento da Entidade: ele não deve rosnar, não deve babar, não deve fumar, não deve beber, não deve ser muito torto mas também não pode ser ereto, não pode ser mau educado, nem falar palavrão e se não corresponder as expectativas não é entidade de lei!!! Será mesmo? 

Uma vez um preto velho me disse: 

“Filho, os Guias são como são , e não como o cavalo quer que ele seja”. 

Acontece de o exu precisar fumar um cigarrinho, beber um ou dois dedinhos de pinga, para baixar a vibração do médium . Em alguns casos isso resolve problemas como exus que mal conseguem se manifestar através da incorporação, e por um problema de sintonia só babam e rosnam, tente conversar, ofereça-lhe “um marafo” , um cigarrinho e observe as melhoras. 

Ninguém irá incentivar a bebedeira nem o descambo do comportamento, apenas usar o bom senso, o fato de um exu ser todo recurvado e comandar uma gira não implica em que todos os outros serão como ele, o que há é respeito mas não a “clonagem” do comportamento.  

Exus “boca suja” costumam incorporar em médium em igual condição, por afinidade, se o médium melhora de comportamento igualmente o exu se acostuma e na convivência vai mudando também, sim porque estamos falando aqui do nosso exu de trabalho incorporante e o mesmo passa muito tempo ao nosso lado numa simbiose em que muito da nossa personalidade é passado a ele e muito da dele é passado a nós. 

Demorei a entender e assimilar o que aqui está escrito, foi um trabalho lento e de mútuo aprendizado com os EXÚS que sustentam nossos trabalhos, sou eternamente grato a eles pela paciência e pela sabedoria com que “homeopaticamente” me foram esclarecendo da maneira como melhor  trabalhariam em nossa casa.  

SALVE EXU, SALVE POMBA GIRA!!!  UM ABRAÇO DE VOSSO IRMÃO EM OXALÁ!  




Conheça meu trabalho de psicografia literária. Além dos títulos abaixo listados, há ainda os publicados pela Editora do Conhecimento, a saber:

"A História de Pai Inácio", "A Cabana de Pai Inácio" e "Carmem Maria"

ATENÇÃO: LANÇAMENTO NO CLUBE DE AUTORES

"Vô Benedito nos Tempos da Escravidão" novo trabalho psicografado por Anna Pon. 
Transmitido por Vô Benedito (Espírito)
Já à venda no Clube de Autores e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Serena" trabalho psicografado por Anna Pon 
Transmitido pelos espíritos Pai Inácio e Shàa
À venda no Clube e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Maria Baiana e a Umbanda"
Uma psicografia de Anna Pon pelo espirito de Maria Baiana
Disponível nos formatos e book e capa comum, já a venda em
Amazon.com

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -

Firmeza e Assentamento (Umbanda)