Respeito (Mensagem do mentor indiano Shàa)




Respeito (Mensagem do mentor indiano Shàa)

A base de todo o bom e saudável relacionamento é o respeito.

Por viver em sociedade, deve o ser humano observar uma série de leis, normas, procedimentos, etc., que tem por dever respeitar para que possa viver harmonicamente com os outros, isso é fato.

Respeitar o outro, porém, no convívio diário, seja familiar, no trabalho, no templo, requer ainda mais cuidado, pois que são relacionamentos emocionais envolventes.

No caso dos templos em geral, o respeito é regra básica. A partir do momento em que se pisa o chão de um templo, mesmo que não seja da religião preferencial daquele que ali comparece, é com respeito que a pessoa deve fazê-lo, mesmo porque foi atraído ao templo por alguma razão e ai já podemos perceber que não apenas o templo deve ser respeitado, mas todos os que ali estão.

As religiões que utilizam a mediunidade como forma de praticar a caridade e o auxilio ao próximo, enfrentam, muitas vezes, o escárnio desrespeitoso dos que não as compreendem, porém, a essa carência de respeito não se devem ater nem as religiões, nem tampouco os médiuns que ali trabalham, mas, uma vez que alguém busque auxilio num templo que utilize a mediunidade como ferramenta de auxilio, observar o devido respeito para com o médium e para com a entidade comunicante não apenas é questão de respeito, mas também de boa educação e senso de oportunidade.

Se o respeito é fator primordial para um bom convívio social, não é menos importante quando se busca ajuda pelas vias da mediunidade, aliás, requer respeito duplo, pois são duas inteligências que ali estão dispostas a ajudar e que merecem todo o respeito por parte de todos e não apenas dos que os buscam a procura de auxílio.

Observar o respeito pelo templo, pelos médiuns e pelos espíritos desencarnados que ali se manifestam para servir em nome do Sagrado é, pois regra a ser seguida por todos, porém, muito mais por aqueles que compõem o grupo não apenas mediúnico, mas também de apoio ao templo. Esses devem, obrigatoriamente, respeitar-se não apenas entre si, mas também a toda e qualquer entidade que venha a se aproximar ou trabalhar com seus irmãos de fé e de ideal.

“Amar ao próximo como a si mesmo”, palavras eternizadas pelo Divino Mestre, referem-se ao respeito que o ser humano deve ter por todos assim como quer ser respeitado, pois o outro, seja espírito liberto da matéria ou encarnado, é seu próximo e como tal deve ser respeitado.

Um templo só resiste ao tempo e às investidas do mal se abrigar em seu seio o respeito, o amor e a paz, virtudes a serem cultivadas por aqueles que ali se reúnem em Nome do Senhor.

Muita Luz a todos,
São os votos de Shaà e Anna
03 de agosto de 2010

Olá, sou Anna Pon, autora deste blog. 
Conheça meu trabalho de psicografia literária e seja sempre bem-vindo!  


"Vô Benedito nos Tempos da Escravidão" novo trabalho psicografado por Anna Pon. 
Transmitido por Vô Benedito (Espírito)
Já à venda no Clube de Autores e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Serena" trabalho psicografado por Anna Pon 
Transmitido pelos espíritos Pai Inácio e Shàa
À venda no Clube e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Maria Baiana e a Umbanda"
Uma psicografia de Anna Pon pelo espirito de Maria Baiana
Disponível nos formatos e book e capa comum, já a venda em
Amazon.com





Publicações pela Editora do Conhecimento

"A História de Pai Inácio" https://bit.ly/3tzR486  

"A Cabana de Pai Inácio"  https://bit.ly/3nlUKcv


"Carmem Maria" https://bit.ly/3z0tLp4




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Flores para os Orixás

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô

Firmeza e Assentamento (Umbanda)