Shankara, um dos maiores mestres do Hinduísmo


 

Aprendendo com Shankara (686-718 d.C.) 

Abaixo perguntas e respostas formuladas por Shankara, um dos maiores mestres do Hinduísmo: 

Qual a melhor coisa que um aspirante espiritual pode fazer? 

Cumprir as instruções do seu guru. 

O que deve ser evitado? 

As ações que nos levam a uma maior ignorância da verdade. 

Quem é o guru? 

O que encontrou a verdade de Brahman e está constantemente interessado na felicidade de seus discípulos. 

Qual é o primeiro e mais importante dever do homem possuidor da reta compreensão? 

Libertar-se dos grilhões do desejo mundano. 

Como se pode alcançar a libertação? 

Pela obtenção do conhecimento de Brahman. 

Quem, neste mundo, pode ser chamado de puro? 

Aquele cuja mente é pura. 

Quem pode ser chamado de sábio? 

Aquele que pode discernir entre o real e o irreal. 

O que envenena o aspirante espiritual? 

A negligência dos ensinamentos de seu guru. 

Para aquele que alcançou o nascimento humano, qual é o objetivo mais desejável? 

Compreender aquilo que é o seu maior bem e estar constantemente empenhado em fazer o bem aos outros. 

O que ilude um homem como uma bebida inebriante? 

O apego aos objetos dos sentidos. 

Quem são os ladrões? 

Os objetos que roubam a verdade de nossos corações. 

O que causa a servidão do desejo mundano? 

A ânsia de gozar esses objetos. 

Qual é o obstáculo ao crescimento espiritual? 

A preguiça. 

Qual a melhor arma para subjugar os outros? 

O raciocínio correto. 

Onde reside a força? 

Na paciência. 

Onde está o veneno? 

No coração dos maus. 

Que é o destemor? 

A impassibilidade. 

O que mais se deve temer? 

Ser possuído pela sua própria riqueza. 

O que é mais raro de encontrar na humanidade? 

O amor a Deus. 

Quais são os males mais difíceis de extirpar? 

O ciúme e a inveja. 

Quem é caro a Deus? 

Aquele que é destemido e ajuda os outros a se libertarem do medo. 

Como se atinge a libertação? 

Pela prática das disciplinas espirituais. 

Quem é mais digno de louvor? 

O conhecedor de Brahman. 

Como se desenvolve o poder de discernimento? 

Pelo serviço a um ancião. 

Quem são os anciãos? 

Aqueles que compreenderam a verdade fundamental. 

Quem é realmente rico? 

Aquele que adora a Deus com devoção. 

Quem tira proveito da vida? 

O homem humilde. 

Quem é o perdedor? 

Aquele que é orgulhoso. 

Qual é a tarefa mais difícil para um homem? 

Manter sua mente sob constante controle. 

Quem protege um aspirante? 

O seu guru. 

Quem é o mestre deste mundo? 

Deus. 

Como se alcança a sabedoria? 

Pela graça de Deus. 

Como se alcança a liberdade? 

Pela devoção a Deus. 

Quem é Deus? 

Aquele que nos afasta da ignorância. 

Que é ignorância? 

O obstáculo à revelação do Divino que está dentro de nós. 

Qual é a Realidade suprema? 

Brahman. 

O que é irreal? 

Aquilo que desaparece quando o conhecimento desperta. 

Há quanto tempo existe a ignorância? 

Desde sempre. 

O que é inevitável? 

A morte do corpo. 

A quem devemos adorar? 

A uma encarnação de Deus. 

O que é libertação? 

A destruição da nossa ignorância. 

Em quem não se deve confiar? 

Naquele que tem o hábito de mentir. 

Qual é a força de um homem santo? 

Ele confia em Deus. 

Quem é o homem santo? 

Aquele que é para sempre bem-aventurado. 

Quem é livre do pecado? 

Aquele que entoa o nome de Deus. 

Qual é a fonte de todas as escrituras? 

A sagrada sílaba OM. 

Que é que nos transporta através do oceano do mundo? 

Os lótus de Deus; eles nos transportam como um grande navio. 

Quem é escravo? 

Aquele que está apegado ao mundo. 

Quem é livre? 

Aquele que é desapaixonado. 

Como é o céu que alcançamos? 

O céu que alcançamos é o estado em que estamos livres dos desejos. 

Que é que destrói o desejo? 

A compreensão de nosso verdadeiro Eu. 

Qual é a porta para o inferno? 

A luxúria. 

Quem vive imerso na felicidade? 

Aquele que alcançou o samadhi. 

Quem está desperto? 

Aquele que discerne entre o certo e o errado. 

Quais são os nossos inimigos? 

Nossos órgãos sensoriais, quando não são controlados. 

Quais são os nossos amigos? 

Nossos órgãos sensoriais, quando são controlados. 

Quem é pobre? 

Aquele que é ávido. 

Quem é totalmente cego? 

Aquele que é lascivo. 

Quem venceu o mundo? 

Aquele que conquistou a própria mente. 

Quais são os deveres de um aspirante espiritual? 

Andar em companhia do sagrado, renunciar a todos os pensamentos do "eu" e do "meu", devotar-se a Deus. 

De quem o nascimento é abençoado? 

Daquele que não precisa renascer. 

Quem é imortal? 

Aquele que não precisa passar por outra morte. 

Quando é que um homem está firmado no ideal da renúncia? 

Quando sabe que Atman e Brahman são um. 

Qual é a ação correta? 

A ação que agrada a Deus. 

Neste mundo, qual é o maior terror? 

O medo da morte. 

Quem é o maior herói? 

Aquele que não é aterrorizado pelas setas lançadas pelos olhos de uma bela mulher. 

Quem é pobre? 

Aquele que não está contente. 

Que é mesquinharia? 

Pedir a alguém que tem menos do que nós. 

A quem devemos honrar? 

Àquele que nada pede a ninguém. 

Quem, neste mundo, está verdadeiramente vivo? 

Aquele cujo caráter está isento de defeito. 

Quem está desperto? 

Aquele que pratica o discernimento. 

Quem está dormindo? 

Aquele que vive na ignorância. 

O que rola rapidamente, como gotas de água de uma folha de lótus? 

A juventude, a riqueza e os anos da vida de um homem. 

Quem é considerado tão puro como os raios da lua? 

O homem santo. 

Que é o inferno? 

Viver escravizado aos outros. 

Que é a felicidade? 

O desprendimento. 

Qual é o dever do homem? 

Fazer o bem a todos os seres. 

Quais são as coisas desprezíveis desde o momento em que são obtidas? 

O prestígio e a fama. 

O que é que traz a felicidade? 

A amizade do sagrado. 

O que é a morte? 

Ignorância. 

Qual é a coisa mais valiosa? 

Uma dádiva concedida na hora certa. 

Que doença se prolonga até o homem morrer? 

A má ação que se procurou esconder. 

Em que devemos empenhar-nos? 

Em continuar aprendendo enquanto vivemos. 

O que devemos abominar? 

Cobiçar as viúvas e as riquezas de outros homens. 

No que o homem deve pensar dia e noite? 

Na transitoriedade deste mundo. Ele nunca deve acalentar pensamentos de luxúria. 

Que coisa é mais digna de apreço? 

A compaixão e a amizade com o sagrado. 

Que coração não conseguireis conquistar, mesmo se o tentardes com todas as vossas forças? 

O coração de um tolo ou de um homem que tem medo, ou está cheio de mágoa, ou é incapaz de gratidão. 

Quem pode evitar as armadilhas do mundo? 

Aquele que é sincero e capaz de permanecer impassível diante do prazer e da dor e de todos os outros pares de opostos da vida. 

A quem os próprios deuses prestam homenagem? 

Àquele que é compassivo. 

A quem todos os homens respeitam? 

Àquele que é humilde e fala a verdade, de um modo que faz o bem aos outros e os toma felizes. 

Quem é cego? 

Aquele que comete más ações. 

Quem é surdo? 

Aquele que não ouve o bom conselho. 

Quem é mudo? 

Aquele que não diz palavras amáveis quando elas são necessárias. 

Quem é um amigo? 

Aquele que impede seu próximo de fazer o mal. 

Qual é o melhor ornamento do homem? 

O bom caráter. 

Que é que termina tão depressa quanto o relâmpago? 

A amizade com homens ou mulheres maus. 

Quais são as qualidades mais raras neste mundo? 

Ter o dom de dizer palavras doces com compaixão, ser erudito sem orgulho, ser heroico e ao mesmo tempo generoso, ser rico sem apego à riqueza - estas quatro qualidades são raras. 

O que deve ser mais deplorado? 

A avareza na opulência. 

O que deve ser louvado? 

A generosidade. 

Quem é reverenciado pelos sábios? 

Aquele que é humilde. 

Quem conquista a glória para toda a sua família? 

Aquele que permanece humilde quando dotado de grandeza. 

Quem é o senhor deste mundo? 

Aquele cujas palavras são doces e benéficas e que segue o caminho da retidão. 

Quem é que nunca corre nenhum perigo? 

Aquele que segue as palavras dos sábios e mantém os sentidos sob controle. 

Onde devemos viver? 

Devemos viver com o sagrado. 

O que um homem sábio deve evitar proferir? 

Falsidades e palavras más contra os outros. 

De que um homem deve lembrar-se? 

Do santo nome de Deus. 

Quais são os inimigos do aspirante espiritual? 

A luxúria e a cobiça. 

O que um homem deve proteger de todo dano? 

Uma esposa fiel e seu próprio poder de discernimento. 

Qual é a árvore que realiza todos os desejos? 

Os ensinamentos do guru. 

Poesia de Shankara 

Quem é a esposa? Quem é o filho? Estranhos são os caminhos deste mundo. Quem és tu? De onde vieste? Vasta é a ignorância, meu bem-amado. Medita, pois, sobre essas coisas e adora o Senhor. 

Vê a loucura do Homem: Na infância ocupado com seus brinquedos, Na juventude seduzido pelo amor, Na maturidade curvado sob as preocupações, E sempre negligente com o Senhor! 

As horas voam, as estações passam, a vida se escoa, Mas a brisa da esperança sopra continuamente em seu coração. O nascimento traz a morte, a morte traz o renascimento: Esse mal não necessita de prova. Onde, pois, ó Homem, está a tua felicidade? Esta vida tremula na balança Qual orvalho numa folha de lótus. Não obstante, o sábio pode nos mostrar, num instante, Como atravessar esse mar de mudanças. 

Quando o corpo se cobre de rugas, quando o cabelo encanece, Quando as gengivas perdem os dentes, e o bordão do ancião Vacila sob o seu peso como um caniço, A taça do seu desejo ainda está cheia. 

Teu filho pode trazer-te sofrimento, Tua riqueza não te garante o céu: Não te vanglories, pois, de tua riqueza, Nem de tua família, nem de tua juventude, Todas elas passam, todas hão de mudar. Sabe isso e sê livre. Entra na alegria do Senhor. Não busques a paz nem a discórdia Com amigos ou parentes. Ó bem-amado, se queres alcançar a liberdade, Sê igual em tudo. 

Texto extraído do livro Viveka Chuda Mani (A Joia Suprema do Discernimento) – Ed. Pensamento


Adi Xancara ou Sancara (em sânscritoआदि शङ्कराचार्यromaniz.: Ādi Śaṅkarācāryaḥ) foi um metafísico, teólogo, monge errante e mestre espiritual indiano. Foi o principal formulador doutrinal do Advaita Vedânta, ou Vedânta não-dualista. Segundo a tradição, foi uma das almas mais excelsas que já encarnaram neste planeta, chegando a ser considerado uma encarnação do deus hindu Xiva. Sua vida encontra-se envolta em mistérios e prodígios que a tornam semelhante às de outros insignes mestres espirituais da humanidade, como Jesus, Moisés e Buda. Diferentemente destes, contudo, Xancara não foi o fundador de uma religião, mas o renovador de uma, no caso o Hinduísmo.

Escreveu profundos comentários sobre os Upanixades, o Bagavadeguitá e outros livros da sabedoria hindu. Xancara sistematizou as obras de filósofos anteriores. O tema central dos escritos de Xancara é o conhecimento libertador da identidade do Self (Ātman) e Brahman.

Wikipedia


Olá, sou Anna Pon, autora deste blog. 
Conheça meu trabalho de psicografia literária e seja sempre bem-vindo!  


"Vô Benedito nos Tempos da Escravidão" novo trabalho psicografado por Anna Pon. 
Transmitido por Vô Benedito (Espírito)
Já à venda no Clube de Autores e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Serena" trabalho psicografado por Anna Pon 
Transmitido pelos espíritos Pai Inácio e Shàa
À venda no Clube e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Maria Baiana e a Umbanda"
Uma psicografia de Anna Pon pelo espirito de Maria Baiana
Disponível nos formatos e book e capa comum, já a venda em
Amazon.com





Publicações pela Editora do Conhecimento

"A História de Pai Inácio" https://bit.ly/3tzR486  

"A Cabana de Pai Inácio"  https://bit.ly/3nlUKcv


"Carmem Maria" https://bit.ly/3z0tLp4





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Flores para os Orixás

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô

Firmeza e Assentamento (Umbanda)