Vidas Passadas

 


Vidas Passadas


"Não somos apenas o aqui e agora, como encarnados, fomos muitos, embora como espíritos, sejamos sempre um.

Memórias de vidas passadas que interferem no equilíbrio hoje, são resíduos cármicos que emergem do inconsciente milenar que, por sua vez, podem ser aproveitadas por entidades malévolas que, por alguma razão, nos queiram atingir.

O objetivo da Apometria, segundo Ramatís, é o bem estar e a cura das pessoas fornecendo condições para que as mesmas progridam em todos os sentidos existenciais, malgrado a oposição de muitos quanto à eficácia da técnica.

A Lei do Carma não é sádica nem torturante, em alguns casos, a espiritualidade pode interferir modificando o carma do consulente seja por merecimento ou em benefício da coletividade que o cerca.

Nem todos os problemas que afligem as pessoas são cármicos e, nesses casos, a espiritualidade é autorizada a interferir em benefício e socorro do consulente.

Apometria não é Terapia de Vida Passada".

Trecho do Estudo sobre a obra de Norberto Peixoto "Evolução no Planeta Azul".

O texto acima é a introdução de uma resposta que vou dar, segundo meus estudos e conhecimento, à uma pergunta que me fizeram:

"Vidas passadas são informações "irrelevantes" para o nosso crescimento espiritual? Por que são deixadas de lado pelas religiões espiritualistas"?

No Espiritismo, véu do esquecimento é o nome dado à barreira que nos impede de ter lembranças das nossas encarnações anteriores.

Tal impedimento é providencial e necessário, do contrário reencarnaríamos em vão, não aproveitaríamos a oportunidade que a encarnação atual nos oferece. A cada encarnação, nos é concedida a oportunidade de crescimento, pessoal/evolutivo. A cada encarnação, o espírito, que é o mesmo sempre, desde que foi criado/gerado por Deus, se depara com novas oportunidades de reabilitação, ou seja, reparação de erros, ajuste de caráter, etc. Se nos lembrássemos, por exemplo, de nossa última encarnação e dos motivos pelos quais, nos dias atuais, sofremos, por uma série de razões, certamente cairíamos nos mesmos erros porque nossas emoções ainda estariam muito vibrantes e nos impediriam de reparar o mal feito, portanto, não lembrar é uma graça que Deus nos concede e só é útil lembrar, em partes, quando o caso, por merecimento, ou permissão do alto, assim determinarem.

Casos graves de saúde, de relacionamentos conturbados, obsessões complexas que geram vícios perigosos, entre outros casos considerados graves e de difícil tratamento/ou diagnóstico, podem ser ressonâncias de vidas passadas, ou seja, algo que aconteceu em outra vida, se refletindo na vida atual.

A terapia de vida passada pode ser de grande ajuda nos casos citados, já no meio espiritualista, temos a técnica da apometria que vem ajudando muitas pessoas a se curarem de males diversos originados em outras vidas, porém, não são todas as casas espiritualistas, ou Umbandistas, que utilizam a técnica.

A resposta às perguntas:

1) Vidas passadas são informações "irrelevantes" para o nosso crescimento espiritual?

Sim, são informações irrelevantes para o nosso crescimento espiritual. Pelo acima exposto, temos uma ideia do motivo pelo qual não importa, no momento, saber quem fomos, mas sim no que queremos, e devemos, nos tornar para nosso bem e progresso como seres humanos.

2) Por que são deixadas de lado pelas religiões espiritualistas?

Não são deixadas de lado, as questões sobre vidas passadas, pelas religiões espiritualistas, apenas não é esse o foco. No caso da Umbanda, minha religião, há terreiros que trabalham com a técnica apométrica, que não é terapia de vida passada, mas sim consiste em técnica amplamente utilizada nos dias de hoje por vários segmentos espiritualistas e aparece no cenário tal qual “poderosa” ferramenta destinada ao auxílio, à renovação dos seres aqui encarnados e aos desencarnados promovendo, junto à espiritualidade, eficaz e efetiva “varredura” das forças malignas ainda presentes em nosso planeta.

Nas sessões apométricas é possível acessar as vidas passadas dos consulentes que procuram auxílio junto ao grupo ou em algum terreiro de Umbanda que realiza esse trabalho. Esse acesso às vidas passadas, dentro do terreiro, só é possível com o acompanhamento das entidades espirituais que são, normalmente, guias chefes do terreiro e com a devida permissão; do consulente e do Alto, portanto, não é um trabalho que se realiza aleatoriamente e nunca deve ser pedido apenas por curiosidade, mas sim pela delicadeza do momento que a pessoa esteja atravessando; seja por doença, vicio, perturbações, etc.

Todo trabalho de apometria, dentro de um terreiro, requer triagem prévia e recomendação, para que se aplique a técnica, de um dos guias chefes da casa, justamente para evitar curiosos e desgastes desnecessários porque, ativar um grupo apométrico, com médiuns preparados, casa preparada, entidades espirituais a postos, não é brincadeira, não é para satisfazer curiosidades sobre quem foi a pessoa em outra vida, mas sim para aprofundar cuidados que muitas vezes, já começaram na gira de Umbanda.

A técnica apométrica, por não ter vínculo com nenhuma religião, pode ser aplicada como terapia, por exemplo, mas sempre será diferente daquela que é acompanhada pela espiritualidade, realizada de forma gratuita, com médiuns preparados para a realização do trabalho.

Expor-se a uma sessão apométrica sem conhecer o grupo e a casa, pode gerar muitos mais transtornos para quem já se encontra em dificuldade.

Acredito ter respondido às perguntas que me colocaram e reforço: O passado já foi, não há como voltar no tempo; o futuro depende do que plantamos no presente e este sim, o presente, é o que realmente importa porque ele é a construção do futuro que desejamos. São nossas atitudes, ações e reações, que determinam nosso bem-estar em todos os sentidos da vida. São nossas decisões que nos curam e que nos adoecem.

É tempo de responsabilizar-se por si mesmo e de colaborar, tanto quanto nos seja possível, para que outros também tomem as rédeas de suas vidas através do auto conhecimento e da responsabilidade sobre seus atos.

O fascínio que as vidas passadas exercem sobre nós não pode, nem deve, ofuscar quem somos hoje, mesmo porque nem tudo o que estamos vivendo está atrelado ao passado, mas sim às escolhas e decisões que temos tomado no presente.

Pense nisso.

Desejo harmonia, saúde e paz,

Anna Pon



Olá, sou Anna Pon, autora deste blog. 
Conheça meu trabalho de psicografia literária e seja sempre bem-vindo!  


"Vô Benedito nos Tempos da Escravidão" novo trabalho psicografado por Anna Pon. 
Transmitido por Vô Benedito (Espírito)
Já à venda no Clube de Autores e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Serena" trabalho psicografado por Anna Pon 
Transmitido pelos espíritos Pai Inácio e Shàa
À venda no Clube e nas melhores livrarias do Brasil
Nas versões impresso e e book acesse o link!



"Maria Baiana e a Umbanda"
Uma psicografia de Anna Pon pelo espirito de Maria Baiana
Disponível nos formatos e book e capa comum, já a venda em
Amazon.com





Publicações pela Editora do Conhecimento

"A História de Pai Inácio" https://bit.ly/3tzR486  

"A Cabana de Pai Inácio"  https://bit.ly/3nlUKcv


"Carmem Maria" https://bit.ly/3z0tLp4




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Características dos filhos dos orixás, personalidade dos filhos de Oxalá, Yemanjá, Oxum, Ogum, Oxossi, Yansã, Xangô

Flores para os Orixás

Orixá de Frente – Orixá Adjunto – Orixá Ancestral – A natureza humana -